História

1971– Instituído pela Lei nº 3.627, de 31 de agosto de 1970, o Tribunal de Contas do Estado da Paraíba instalou-se efetivamente a 1º de março de 1971. Em sua estrutura inicial, já constava, dentre os cargos de provimento efetivo, o cargo de Bibliotecário, bem como a Diretoria de Biblioteca.

Em 18 de novembro de 1971 foram feitas as primeiras aquisições bibliográficas para esta Corte de Contas.

1976 – A Bibliotecária Flávia Helena Carvalho Castelo Branco esteve à frente da Diretoria de Biblioteca até sua aposentadoria em 2001.

1991 – Com a reestruturação organizacional do TCE, a Diretoria de Biblioteca transformou-se em Divisão de Documentação e Arquivo – DIDAR, composta pelos Serviços de Arquivo, Serviço de Biblioteca e Serviço de Documentação. A DIDAR está subordinada diretamente ao DEMFO – Departamento de Meios Físicos e Operações.

1998 – A Biblioteca ganhou nova sede no Edifício Anexo Emilton Amaral e no dia 22 de julho, através de Resolução Administração nº 84/1998, passou a denominar-se “Biblioteca Procurador Geral Otávio de Sá Leitão Filho”, visto que, Otávio de Sá Leitão Filho foi um dos fundadores do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, atuando como o primeiro Procurador Geral desta Corte e sendo um dos responsáveis pela escolha e aquisição dos primeiros livros que iriam compor a Sala de Leitura e Pesquisa.

2001– Com a aposentadoria da Bibliotecária Flávia Helena C. Castelo Branco assume a chefia da Divisão de Documentação e Arquivo a Bibliotecária Lucicleide Higino da Silva, Agente de Documentação desta Corte.

2009 – Foi adquirido o software: SIABI – Sistema de Automação de bibliotecas.
O sistema oferece aos seus usuários a comodidade de:

  • Consultas ao acervo, renovação e reservas de materiais via internet (no nosso caso, via intranet);
  • Recebimento de e-mail quando a reserva é ativada e quando os empréstimos estão vencendo ou em atraso;
  • E caso o leitor manifeste interesse por algum assunto específico, o SIABI o informará, automaticamente, das novas aquisições que contenham o referido assunto (Disseminação Seletiva da Informação).

O Módulo Jurídico permite a inclusão de Doutrina, Legislação e Jurisprudência com vinculação ao Inteiro teor.
O sistema alerta o vencimento das assinaturas de periódicos, permite a inclusão de sumário e capados fascículos e controla as encadernações.

O Módulo de Estatísticas informa a posição do acervo por áreas de conhecimento, títulos, usuários, cursos, tipo de material e departamentos com mais empréstimos, as estatísticas de acessos à portaria e quantitativo de consultas locais gerando e imprimindo relatórios.

2011 – A Bibliotecária Adriana Rangel Pereira assume a chefia da Divisão de Documentação e Arquivo, ficando o Serviço de Biblioteca sob a chefia de Lucicleide Higino da Silva.

2013 – Durante a Semana do Livro e da Biblioteca, realizada em 24 de outubro de 2013, foi disponibilizada ao público a página da Biblioteca na internet, inserida no Portal do TCE, oferecendo diversos serviços como: sumários de periódicos, listagem de novas aquisições, boletins informativos, entre outros.

2015 – Em 14 de janeiro de 2015, através da Resolução Administrativa TC nº 02 a Biblioteca do Tribunal passou a integrar à estrutura da Escola de Contas Conselheiro Otacílio Silveira – ECOSIL, sendo transferida para a nova sede no prédio do Centro Cultural Ariano Suassuna, juntamente com a Escola. O Serviço de Biblioteca continua sob a chefia de Lucicleide Higino da Silva subordinada à Secretária da Escola de Contas e ao Conselheiro Coordenador da mesma.

  • Consultas ao acervo, renovação de empréstimos e reservas de livros passaram a ser feitas também pela internet.
Acervo:

O acervo da Biblioteca é composto por:

  • 5.623 livros de diversas áreas do conhecimento como: Direito (Administrativo, Ambiental, Financeiro, Tributário,Penal, Civil, Previdenciário e Trabalhista), Economia, Administração, Informática e Contabilidade. Ainda compõem o acervo, várias obras de literatura adquiridas, em sua maioria, através de doação;
  • 144 Referências;
  • 74 títulos de periódicos correntes (assinaturas atualizadas), sendo que deste total, mantemos 19 assinaturas (através de compra) e os demais são publicações de outros órgãos. Desses 74 títulos, registramos um total de 4.317 exemplares, dos quais 9.647 artigos foram indexados;
  • 212 monografias, provenientes em sua maioria, de técnicos do Tribunal de Contas que participaram de cursos ministrados pela ECOSIL;
  • 02 teses;
  • 81 CD/DVD;
  • 31 folhetos;
  • 20.477 legislações (Federal, Estadual e Municipal) das quais 16.973 foram migradas do antigo sistema.

Nos nossos serviços técnicos utilizamos a Tabela de Classificação Decimal Universal – CDU e a tabela de CUTTER.

Usuários:

A biblioteca disponibiliza seu acervo através de empréstimo para 685 leitores cadastrados, sendo:

  • 442 servidores;
  • 150 estagiários;
  • 87 prestadores de serviços;
  • 05 alunos;

A biblioteca atende ainda para consulta a comunidade.