TCE-PB mostra à imprensa ferramentas de acompanhamento da gestão e jornalistas elogiam encontro

Profissionais de imprensa paraibanos que atuam em jornais, rádios, TVs, portais de notícias e assessorias participaram, nesta sexta-feira (17), de encontro organizado pela Assessoria de Comunicação do Tribunal de Contas da Paraíba para conhecerem, em detalhes, plataformas de dados e novas ferramentas digitais de acompanhamento da gestão pública, com destaque para o lançamento do Aplicativo móvel #TCEPB e o Sagres Combustíveis.

O evento denominado “Café com Dados” foi coordenado e apresentado pelo presidente da Corte, conselheiro André Carlo Torres Pontes que iniciou destacando a potencialidade de informações existente nas ferramentas digitais do TCE. Na ocasião, acessando do seu celular o novo aplicativo ressaltou a importância da parceria com a Universidade Federal da Paraíba e da Universidade Federal de Campina Grande, para o desenvolvimento das muitas ferramentas tecnológicas que o Tribunal conta hoje e dispõe ao uso da sociedade.

Após a apresentação do presidente André Carlo, o encontro prosseguiu, durante todo o período da manhã, marcado pela informalidade das conversas dos técnicos com os profissionais de comunicação para tirar dúvidas sobre conteúdo e navegabilidade de plataformas de dados de folhas de pagamento, de licitações e contratos, e de ferramentas como Sagres Painéis e Sagres Combustíveis. E, também, do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), e o Tramita.

Com olhar atento aos monitores de TV instalados no mini auditório do Centro Cultural,  local que abrigará futuramente um Laboratório de Tecnologia da Informação com acesso ao público, segundo revelou na ocasião o conselheiro André Carlo, os jornalistas receberam orientações dos técnicos do TCE,  sobre como trabalhar  estatísticas, gráficos e dados comparativos disponíveis nas diversas plataformas e ferramentas.

A iniciativa de realizar o evento com novo formato em ilhas foi elogiada pelo público presente, que viu o momento como um exemplo de transparência.

“É uma ação importantíssima do Tribunal para contribuir com uma cultura jornalística da busca da precisão dos dados. E avanço para a usabilidade das ferramentas de pesquisa”. Walter Galvão, secretário de Comunicação do Conde.

“Uma iniciativa excelente, que oferece a oportunidade de consulta inclusive para eventuais correções de informações. São plataformas elaboradas a partir do acompanhamento técnico de um órgão de controle”. Hermes de Luna, editor e apresentador do Correio Debate/TV.

“Um evento importante, que facilita nosso trabalho. Mostrou-nos como é importante se aprofundar na pesquisa. Os dados estão lá, nas plataformas e ferramentas. E praticidade pra quem vive na correria do dia a dia é ouro”. Ivyna Souto , produtora da Rádio Tabajara e editora do portal Polêmica Paraíba.

“Achei muito importante. Uma forma de o Tribunal ajudar a sociedade, por meio do nosso trabalho jornalístico, a fiscalizar mais os recursos públicos, principalmente em áreas essenciais como saúde e educação”. Haceldma Borba, do Paraíba Online/Campina Grande.

“Um encontro importante, uma forma de o Tribunal reconhecer nos jornalistas um aliado e multiplicador desse sentimento de fiscalização do que é público. Nos auxiliou a usar bem as ferramentas para que possamos reforçar na sociedade o sentimento de participação, de força fiscalizadora”. Adriana Rodrigues, repórter do jornal Correio da Paraíba.

“Muito bom, mas acho que o mais importante foi esse formato de ilhas de pesquisa, muito prático, informal e com um técnico/auditor ao lado. Facilita o entendimento de cada ferramenta. Deveria repetir mais vezes, porque amplia ainda mais a transparência na aplicação do dinheiro público”. Gutemberg Cardoso, do portal Polêmica Paraíba.

E, na ocasião, o presidente do TCE fez questão de registrar o trabalho desenvolvido, nesse sentido, pelos professores doutores em Economia Aléssio Almeida e Hilton Martins, que se encontravam presentes na companhia, também, do conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo, e de auditores e diretores do Tribunal.

 

INFORMAÇÃO E CIDADANIA – “Nossas ferramentas de acompanhamento da gestão e controle externo estão disponíveis a toda sociedade, mas vocês, profissionais de imprensa que têm nos dados matéria prima da informação, exercem um papel importante ao transmitir com agilidade, transparência e segurança as informações relativas à gestão pública, à boa aplicação das verbas públicas”, disse André Carlo e   completou: “informação é cidadania!”.

Um dos principais incentivadores da evolução tecnológica do TCE paraibano, o conselheiro Fernando Rodrigues Catão também destacou, na reunião, a importância das ferramentas que dão poder ao cidadão para fiscalizar a administração, nos municípios, estados e a União. “Este é o caminho do controle externo no Brasil. É sem volta”, frisou.

A jornalista Fábia Carolino, coordenadora da Assessoria de Comunicação do TCE, observou que  o banco de dados do Tribunal de Contas é uma valiosa fonte de conteúdo jornalístico. “Esse manuseio com as ferramentas, sob a orientação dos técnicos do Tribunal , facilitará, agilizará e enriquecerá o conteúdo de todo o material produzido por esses profissionais. Com isso, serve para que os jornalistas possam multiplicar essas informações para a sociedade de uma forma em geral. “Ninguém precisa sair pesquisando os 223 municípios da Paraíba para levantar dados ou informações sobre uso do dinheiro público. Basta procurar as ferramentas do TCE-PB ”, exemplificou.

A interação entre os comunicadores e técnicos do TCE teve início com um café da manhã servido na própria sala. Apesar da extensão do evento, que foi até o final da manhã, boa parte do público não deixou de acompanhar todas as explanações.

ASCOM TCE-PB

17/11/2017

 

Compartilhe: