TCE-PB firma parceria com Ibraop para uniformizar e aprimorar a gestão e o controle de obras públicas

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba é o mais novo associado ao Instituto Brasileiro de Obras Públicas – Ibraop. O termo de filiação foi assinado pelo presidente da Corte, conselheiro André Carlo Torres Pontes, na manhã desta quinta-feira (23), conjuntamente com os presidentes do Ibraop, Pedro Jorge Rocha de Oliveira, e da Associação dos Tribunais de Contas, Valdeci Pascoal, ato que ocorreu durante o XXIX Congresso Brasileiro dos Tribunais de Contas, que acontece na cidade de Goiânia (GO).

A adesão do TCE-PB ao Ibraop tem por finalidade desenvolver ações voltadas ao aprimoramento da gestão e do controle de obras públicas no Estado, assim com a uniformização de entendimentos por meio da elaboração de orientações Técnicas e Procedimentos de Auditoria. “Esse convênio vem de encontro ao nosso propósito de aprimorar cada vez mais as ações do tribunal, sempre procurando modernizar os sistemas e as ferramentas de controle na fiscalização pública”, disse o presidente André Carlo Torres.

Para o presidente do Ibraop, Pedro Jorge Rocha, o ingresso do TCE é de fundamental importância. “É mais um tribunal que adere aos 24 tribunais já filiados ao Instituto, sempre com o intuito de desenvolver metodologias e desenvolvimento visando melhorar a qualidade de execução das obras públicas, sobretudo, para orientar, tanto os profissionais dos tribunais de contas, como os próprios jurisdicionados.

Antes da formalização do convênio, o conselheiro André Carlos Torres fez uma explanação das novas ferramentas do sistema Sagres – Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade, IEGM, IDG-PB, Sagres Combustível, Sagres Painéis, todas no portal do TCE-PB, à disposição da sociedade para consulta. “Nossa preocupação permanente é facilitar o acesso dessas ferramentas à sociedade”, frisou.

Também participaram do ato solene de assinatura do convênio TCE-PB/Ibraop – que foi realizado no estande do Tribunal de Contas da Paraíba, o conselheiro ouvidor do TCE-PB, Arthur Cunha Lima, assim como o conselheiro substituto, Oscar Mamede Santiago Melo, auditores, diretores e servidores da Corte de Contas.

AscomTCE – 23-11-2017

(Genésio Sousa – Goiania(GO))

Compartilhe: