Audiência na Câmara de Campina sobre Reforma da Previdência tem representação do TCE

 A Câmara de Vereadores de Campina Grande e a Assembleia Legislativa da Paraíba realizaram Audiência Pública Conjunta para o debate da Reforma da Previdência. O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro André Carlo Torres Pontes, esteve ali representado pela auditora de contas públicas Luízi Costa. , no dia 20 de novembro.

Na Câmara Municipal, a iniciativa surgiu de propostas do vereador campinense Galego do Leite e do deputado estadual Geová Campos. Em seu pronunciamento, Luízi Costa falou das preocupações com a saúde financeira dos institutos de previdência sob jurisdição do TCE, ocasião na qual também informou que todos eles, sem exceção, têm suas contas anuais e seus atos rigorosamente examinados pela Corte.

Centrais sindicais, associações urbanas, representações de trabalhadores do campo, prefeitos e vereadores de municípios próximos a Campina Grande e da região do Cariri superlotaram a Sala de Sessões da Câmara Municipal.

Aos pronunciamentos, geralmente inflamados, eles reagiam com aplausos e agitação de faixas e bandeiras. As manifestações, em quase toda a sua totalidade, foram de repúdio à reforma previdenciária.

Compuseram a Mesa Diretora dos trabalhos, além dos dois parlamentares que propuseram as discussões, a presidente da Câmara Municipal Ivonete Ludgério, o vice-presidente Márcio Melo, o deputado Guilherme Almeida, o executivo do INSS Jobson Sales, a auditora do TCE Luízi Costa, o presidente da Fepag Liberiano Ferreira e o prefeito de Lagoa Seca Fábio Ramalho.

Trabalhadores urbanos e rurais, em número próximo dos 30, também tiveram a oportunidade de expor seus pontos de vista em pronunciamentos de poucos minutos. Ao cabo da Audiência ficou decidido que todas as manifestações irão contribuir para a elaboração da “Carta de Campina”, documento conclusivo do encontro a ser encaminhado à Presidência da República e à bancada paraibana no Congresso Nacional.

 

Ascom/TCE-PB.

27 11 17.

Compartilhe: