Coordenador do HackFest 2017 reúne-se com presidente do TCE-PB para discutir parceria

O presidente do Tribunal de Contas da Paraíba, conselheiro André Carlo Torres, reuniu-se, na tarde desta quarta-feira (17), com o promotor de Justiça, Octávio Paulo Neto, para discutir detalhes sobre a participação do TCE, entre os parceiros do Ministério Público da Paraíba na realização da terceira edição do Hackfest, evento que será realizado entre os dias 9 e 11 de junho, no Espaço Cultural José Lins do Rego.

Segundo explicou o conselheiro André Carlo, o Hackfest tem como finalidade, o desenvolvimento de ferramentas que possam auxiliar ao enfrentamento da corrupção e a melhoria da gestão pública por meio da tecnologia, iniciativa que conta com o apoio do Tribunal, visando assim o aperfeiçoamento da gestão pública.

“O objetivo maior do evento é que haja o exercício da cidadania consciente por meio do uso de tecnologias para melhor compreensão das coisas e negócios públicos” observou Octávio Paulo Neto, ao reafirmar que o banco de dados oferecido pelo Tribunal de Contas servirá de suporte para o desenvolvimento das ferramentas.

O evento é fechado ao público e tem programação focada no desenvolvimento das aplicações “Haverá orientações iniciais, explicando o que se é pretendido, mostrando os esquemas das bases. Depois eles vão ser divididos em times. Em seguida vão partir para iniciar as programações”, detalhou Paulo Octávio Neto.

Assista entrevista do promotor de Justiça, Octávio Paulo Neto

De acordo com o edital de regulamento, publicado no Diário Oficial Eletrônico (DOE) do MPPB, a inscrição para a 3ª edição do HackFest é gratuita e deve ser feita por meio do preenchimento de um formulário no site do evento. Para se inscrever, é necessário ter a partir de 16 anos e pessoas até 18 anos incompletos precisam entregar, durante o credenciamento, uma cópia de um documento de identificação dos pais ou responsáveis, além de autorização para participação.

 

AscomTCE – 17.05.2017

Compartilhe: