Prefeitos consideram orientações do TCE-PB como importantes para resultados da gestão

Ao destacar o estímulo para que busquem resultados favoráveis à população, por meio das políticas públicas prioritárias nos seus municípios, prefeitos presentes nesta sexta-feira (24) ao “Encontro Sobre Planejamento Orçamentário e Desenvolvimento Sustentável”, enalteceram a oportunidade de receberem orientações técnicas do TCE para além do cumprimento de normas de transparência e de responsabilidade fiscal.

Na opinião do prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano, iniciativa “aproxima o TCE dos gestores” principalmente “num momento em que os municípios enfrentam enormes dificuldades, como queda de arrecadação, em razão da crise econômica no país”.

A iniciativa do TCE de focar no acompanhamento, em tempo real, da gestão pública, “demonstra que o Tribunal busca hoje fortalecer e consolidar uma missão muito mais pedagógica, de orientação, do que punitiva. E isto é muito bom para todos, para o TCE, e para os gestores”, disse.

Prefeito de São Francisco

Na mesma linha, o prefeito João Bosco, do município de São Francisco, observou que o evento ajuda a suprir uma lacuna na transmissão de conhecimentos técnicos. “É muito difícil, principalmente nas pequenas cidades do interior, os gestores disporem de quadros qualificados para ajudar a tocar a administração. Daí ser importante não temermos o Tribunal, e enxergá-lo como um parceiro dos gestores, que os orienta para uma boa gestão”, comentou.

Opinião parecida também manifestaram os prefeitos Kleber Fernandes, de Junco do Seridó, e Otoni Medeiros, de Várzea. Para ambos, o encontro revelou-se de maior relevância por ocorrer num momento de crise em que os municípios precisam realizar mais obras e prestar mais serviços com menos recursos.

“O Tribunal nos dá um rumo, mostra como é possível alcançar bons resultados na gestão cumprindo a lei”, observou o primeiro. “É muita burocracia prá cumprir, sem o auxílio do Tribunal fica difícil. Já com orientações, prevenindo falhas, não será necessário punir depois. E os gestores têm mais tranqüilidade para pensar uma administração que traga resultados para a população”, observou o segundo.

Registrando também o aumento das responsabilidades dos municípios, principalmente em áreas essenciais como saúde e educação, o prefeito de Brejo do Cruz, Francisco Dutra, conhecido por “Barão”, disse ser testemunha do esforço do Tribunal não apenas em prestar mais orientação, mas em orientar com mais regularidade.

“Estamos no início do ano, começando a administração, e esta já é a segunda vez que somos chamados para receber orientações. Isto é muito importante”, frisou.

Hugo Carneiro, prefeito de Riacho dos Cavalos, disse, por sua vez, haver percebido “uma clara mudança de perfil do TCE” em razão dos eventos destinados à transmissão de conhecimentos técnicos aos gestores.

“Em qualquer esfera, municipal, estadual ou federal, não há mais espaço para gestores que não tenham conhecimento mínimo da administração. “Essa mudança de perfil, de Tribunal mais parceiro que punitivo, orientador e repassador de conhecimento técnico, é fundamental hoje em dia”, completou o prefeito.

 

Ascom/TCE-PB

24/03/2017

 

 

 

Compartilhe: