Alunos da UFPB e IESP assistem julgamento de contas no TCE e conhecem ferramentas de controle social

O Tribunal de Contas da Paraíba abriu suas portas novamente, nesta quarta-feira (15), para estudantes conhecerem sua estrutura, ritos processuais e ferramentas de controle e fiscalização dos recursos públicos. A visita, desta feita, foi de um grupo de 60 alunos dos 3º e 4º períodos dos cursos de Direito, Política e Planejamento, e de Direito Administrativo da Universidade Federal da Paraíba. E outros 25 dos 1º e 2º períodos dos cursos de Ciências Contábeis e de Gestão Financeira da faculdade IESP.

Eles assistiram, inicialmente, ao julgamento em plenário que resultou na aprovação da prestação de contas da ex-prefeita de Pombal, Pollyana Dutra, a propósito presente à sessão durante o exame do processo referente à PCA do exercício 2014, de relatoria do conselheiro Fernando Catão.

O presidente do TCE, conselheiro André Carlo Torres, ao abrir a sessão, deu boas vindas aos alunos e destacou a iniciativa do tribunal em acolher, com regularidade, estudantes de escolas e universidades públicas e privadas de todo estado para conhecer como a Corte funciona e fiscaliza a aplicação das verbas públicas. E lembrou parcerias institucionais mantidas com a UFPB e o IESP.

“É sempre uma oportunidade importantíssima para ampliar o aprendizado sobre as atribuições e atividades institucionais do TCE, sobre como se dá o controle das contas públicas. E ajuda a dimensionar a responsabilidade da administração pública para com a sociedade”, observou, por sua vez, o advogado e professor universitário Carlo Aquino, responsável por levar grupos de alunos já há vários anos ao tribunal.

Já o professor Thyago Henriques, que acompanhou o grupo de alunos do IESP, destacou que as visitas contribuem para aproximar os estudantes da realidade da gestão financeira dos órgãos públicos. “O TCE ajuda nessa aproximação, pela vinculação direta com a área de estudo deles. Esse aprendizado os prepara melhor para que façam da forma mais correta possível a contabilidade das contas de seus futuros clientes”, comentou.

Após assistirem parte da sessão plenária, os alunos se dirigiram para  a Escola de Contas Otacílio Silveira a fim de conhecerem o funcionamento do Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade – Sagres, e do Tramita, o sistema de tramitação processual do Tribunal.

ASCOM TCE-PB

15/03/2017

 

Compartilhe: