Três votos de pesar e um de aplauso são aprovados na sessão extraordinária do TCE

pleno-07-12

Reunido, extraordinariamente, nesta segunda-feira (12), o Tribunal de Contas da Paraíba aprovou Voto de Pesar proposto pelo conselheiro Nominando Diniz, em razão da recente morte do Sr. José Antonio Gouveia, pai do deputado Rômulo Gouveia.

Homem simples e correto, ele proveu o sustento familiar como servidor público e taxista. Nascido em Taperoá, em 1930, deixou, ainda, os filhos Robson e Berenice, além de seis netos, conforme lembrou o conselheiro Nominando Diniz, “Um grande artista pode ser conhecido por sua obra”, comentou o conselheiro André Carlo Torres Pontes, ao aludir à atuação e à lisura do deputado Rômulo Gouveia.

Na mesma sessão plenária, o conselheiro Fábio Nogueira teve unanimemente aprovado seu Voto de Pesar pelo falecimento de Josué Sylvestre Junior, filho do escritor e jornalista Josué Sylvestre.

O conselheiro informou que Josué Junior sofreu parada cardíaca quando era submetido a uma cirurgia, em Curitiba, exatamente no dia do aniversário da morte de Dona Consuelo, de quem era filho. “Imagine-se o sofrimento da família”, lamentou Fábio Nogueira.

Também foi aprovado votos de pesar do conselheiro André Carlo pela morte de Mário Germoglio, de 84 anos, aposentado do Banco do Nordeste.

 

Ascom/TCE-PB

(12/12/2016)

 

 

Compartilhe: