TCE faz entrega de presentes arrecadados na campanha “Papai Noel dos Correios”

“Nossa obrigação, agora, é entregar tudo dentro do prazo”, comentou, satisfeito, o diretor regional dos Correios e Telégrafos José Pereira da Costa Filho, ao agradecer, na manhã desta terça-feira (6), pelos presentes natalinos recebidos em decorrência da adesão do Tribunal de Contas da Paraíba à Campanha “Papai Noel dos Correios”.

_dsc2421

Disposta no hall situado à entrada principal a grande quantidade de brindes destinados a crianças carentes resultou de doações feitas por gente de todos os quadros funcionais do TCE. A cerimônia de entrega, simples e rápida, também chamou a atenção de gestores públicos e advogados então em busca do Setor de Recepção, em cujas imediações tudo ocorria.

_dsc2430

“Trata-se de uma opção pela esperança, pela família e pela solidariedade”, explicou, durante entrevista, o presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Arthur Cunha Lima. Momentos depois, ao cumprimentar a todos por ocasião do repasse das doações ao representante dos Correios, ele observou: “Este momento tem cheiro de infância. Que criança não se emocionou com o dia do seu presente?”.

A seu ver, aquele era um gesto de amor que precisa e deve ser permanentemente repetido contra a desesperança, a fome e as carências que a crise política, econômica e ética, agora mais agravada, tem legado, sobretudo, à juventude.

_dsc2463

O vice-presidente André Carlo Torres Pontes, no exercício da Presidência do TCE e dono do primeiro pronunciamento, também mencionou a situação de crise ética e moral pela qual o País atravessa para, em razão disso, destacar a importância da campanha natalina: “É preciso cultivar o espírito do Natal. É preciso estimular a esperança e demonstrar às crianças que elas também estão rodeadas por pessoas de bem disposta a semear gestos e ações para um mundo melhor”, disse.

Ele tratou o dirigente dos Correios, José Pereira, como “companheiro em mais essa jornada” e agradeceu pela participação dos quadros funcionais, em nome das servidoras Maria das Graças Barbosa, Leila Brasil e Marta Cilene (esta última, com patente de sargento, vinculada ao Corpo de Guarda do TCE). Elas integram a comissão que organizou, em âmbito interno, essas doações.

A campanha natalina consistiu na adoção individual de cada cartinha escrita a Papai Noel por crianças pertencentes a lares pobres e, até mesmo, assistidas por creches ou orfanatos. Cuidou de atender, integralmente, a cada pedido infantil, disponibilizando-o, pronto e embalado, para o transporte postal.

O conselheiro André Carlo tomou como o melhor exemplo da campanha e seu objetivo a carta na qual uma criança solicitava de Papai Noel um kit de material escolar, com bolsa de costas. “Se não puder ser, vou gostar, assim mesmo, daquilo que o senhor me der”, escreveu o menino.

_dsc2476

O diretor José Pereira lembrou que a campanha natalina dos Correios existe há mais de 25 anos e que, ao dela participar, o Tribunal de Contas do Estado irmana-se a diversas outras instituições, em meio às quais o Exército brasileiro.

Ascom/TCE-PB

(06.12.2016)

 

_dsc2421_dsc2430_dsc2442_dsc2446_dsc2451_dsc2493_dsc2472_dsc2476_dsc2488_dsc2488_dsc2482_dsc2460

Compartilhe: