TCE-PB autoriza o desbloqueio das contas bancárias de 61 Prefeituras Municipais

bfs_4906

Sessenta e uma Prefeituras Municipais tiveram suas contas bancárias desbloqueadas, na manhã desta quinta-feira (22), após apresentação de defesa a que juntaram documentação que entendem suficiente para sanar as irregularidades contidas nos balancetes de outubro, razão do bloqueio determinado, segunda-feira passada, pelo Tribunal de Contas do Estado.

São elas as de Alagoa Grande, Água Branca, Alagoa Nova, Alcantil, Algodão de Jandaíra, Alhandra, Araçagi, Araruna, Areia, Areial, Baía da Traição, Baraúna, Barra de Santana, Bayeux, Belém do Brejo do Cruz, Boa Vista, Borborema, Brejo do Cruz, Caaporã, Cachoeira dos Índios, Cacimba de Areia, Cacimba de Dentro, Cajazeiras, Cajazeirinha, Camalaú, Conde, Curral de Cima, Dona Inês, Fagundes, Gurinhém, Ibiara, Itabaiana.

Também, Juazeirinho, Lagoa, Lagoa Seca, Lastro, Mamanguape, Mari, Massaranduba, Mato Grosso, Montadas, Olho d’Água, Patos, Pedra Lavrada, Picuí, Pilõezinhos, Pombal, Princesa Isabel, Puxinanã, Queimadas, Riachão do Bacamarte, Salgadinho, Santa Rita, São Bento, São José de Caiana, São José de Espinharas, São Sebastião de Lagoa de Roça, Soledade, Sousa, Sumé e Umbuzeiro.

O desbloqueio foi autorizado pelo presidente em exercício do TCE, conselheiro André Carlo Torres Pontes, “em razão da urgência que o caso requer ante a proximidade do final de gestão dos atuais prefeitos, do volume de documentos por eles apresentados e dificuldades operacionais alegadas pelo Banco do Brasil para o pagamento da folha salarial de servidores municipais”.

A providência, em caráter definitivo, ainda depende, todavia, da análise que os auditores de contas públicas – em regime de plantão dada a fase de recesso do Tribunal de Contas – farão dos documentos recebidos, até a próxima quarta-feira (28).

 

Ascom/TCE-PB

(22/12/2016)

Compartilhe: