Pleno do TCE aprova “Voto de Pesar” pela morte do publicitário Carlos Roberto de Oliveira

20161030231550O Tribunal de Contas da Paraíba expressou o sentimento de pesar pelo falecimento do publicitário Carlos Roberto de Oliveira, ocorrido no último domingo, vítima de um infarto. A iniciativa para a proposição do “Voto de Pesar” foi do conselheiro Fernando Catão e mereceu a unanimidade dos demais membros da Corte, inclusive com o endosso do presidente, Arthur Cunha Lima, que enfatizou a grande perda para o Estado da Paraíba.

Fernando Catão ressaltou aos demais pares as qualidades de Carlos Roberto, que além de publicitário, um dos mais conceituados da Paraíba, era jornalista e produtor cultural. Ele lembrou que, quando militou na política, apesar de sempre atuarem em campos divergentes, tinha maior respeito pelo trabalho competente exercido pelo publicitário, que sempre estava adiante nas inovações ao seu tempo.

O presidente da Corte, Arthur Cunha Lima, ao se acostar à proposição, disse que a Paraíba perde um dos mais competentes profissionais de comunicação. Do mesmo modo, a procuradora geral do TCE, Sheyla Barreto Braga de Queiroz, que lembrou os últimos projetos de Carlos Roberto, que era também proprietário da Patmos Editora, criada com o compromisso de publicar as melhores obras de autores brasileiros. Recentemente, segundo a procuradora, iniciou o projeto chamado Coleção Primeira Leitura para editar livros de histórias em quadrinhos sobre grandes personalidades paraibanas.

 

Ascom TCE – 03 11 2016

Compartilhe: