TCE encaminha Voto de Pesar pelo falecimento do engenheiro Edmilson Fonseca

_BFS6161

O Tribunal de Contas da Paraíba expressou o sentimento de pesar pelo falecimento do engenheiro sanitarista Edmilson Fonseca em comunicado recebido pela família enlutada, conforme propôs o conselheiro Marcos Costa.

Em seu Voto de Pesar, encaminhado à consideração dos pares e por estes aprovado na última sessão plenária do TCE, o também itaporanguense Marcos Costa lembrou que o conterrâneo marcou a geração dos anos de 1960/70, ao liderar o grupo de jovens empreendedores responsáveis pela criação da Associação Cultural e Recreativa dos Estudantes de Itaporanga.

“A sociedade itaporanguense e, especialmente, as famílias Fonseca e Guimarães foram dolorosamente surpreendidas, no último dia 25, com o falecimento de Edmilson Fonseca, pessoa de inteligência superlativa”, ressaltou.

E prosseguiu: “Gozava ele do mais elevado respeito daqueles do convívio íntimo e daqueles do trato formal, fossem humildes ou abastados, iletrados ou proeminentes. Eu, pessoalmente, sou um dos muitos admiradores de sua personalidade marcante, da sua desenvoltura, do seu talento para a liderança e do seu bom humor, embora aparentasse sisudez”.

O conselheiro Marcos Costa lembrou que o amigo também coordenou o processo de criação e instalação, em João Pessoa, da Associação dos Filhos de Itaporanga, entidade da qual foi o primeiro presidente. Ainda, que Edmilson teve a carreira de engenheiro sanitarista da Fsesp (posterior Funasa) alicerçada por cursos de capacitação em universidades locais e nacionais.

“Constituiu família com Maria das Graças Montenegro Fonseca, gerando três filhos: Edmilson Filho, Ana Clara e Cristiano, educando-os com esmero e dedicação exemplares. Infelizmente, não conseguiu o acalentado sonho de administrar, na condição de prefeito, a cidade natal, o que seria muito vantajoso para Itaporanga que, assim, teria a dirigi-la um cidadão com retidão de caráter, um administrador qualificado, um grande empreendedor e um homem honesto”, destacou o conselheiro.

E concluiu: “Perde Itaporanga um dos seus mais ilustres filhos e perdemos nós, seus amigos e parentes, um parceiro para todas as horas”. Outros membros do TCE, em meio aos quais o conselheiro Nominando Diniz, também se referiram ao engenheiro Edmilson Lucena como “um grande quadro técnico da Paraíba.

 

Ascom/TCE-PB.

 

Compartilhe: