Tribunal lamenta o falecimento do ex-auditor Pompeu Emílio Maroja

Pompeu Emílio Maroja

Foi sepultado no final da tarde desse domingo, no Cemitério Senhor da Boa Sentença, o ex-auditor do Tribunal de Contas da Paraíba, Pompeu Emílio Maroja Pedrosa. Ele faleceu aos 91 anos, no sábado (02), em sua residência e vinha sofrendo complicações na saúde. Pompeu deixa a esposa Zélia Maia e os filhos Sérgio Bernardo, Pompeu Junior, Américo, Adriana, e Zélia.

O corpo de Pompeu Emílio foi velado na funerária Morada da Paz. O conselheiro André Carlo Torres Pontes, vice-presidente, no exercício da Presidência, esteve no velório e lamentou, em nome da Corte, a morte do ex-servidor, lembrando sua passagem pelo Tribunal, quando integrou o grupo de auditores na instalação do TCE.

Pompeu Emílio Maroja Pedrosa era economista, e ingressou no Tribunal de Contas com a instalação do órgão, em 1971, integrando o primeiro quadro de auditores da Corte de Contas da Paraíba, ao lado de Emilton Amaral, Marcos Ubiratan Guedes Pereira, Nilton Gomes de Sousa, João Batista Barbosa, Marcos de Lima Neves e Jose de Assis Queiroz.

 

AscomTCE – 04.07.2016

Compartilhe: