TCE-PB aplaude equipe da UFCG vencedora de prêmio que estimula o combate à corrupção

04maio

O Laboratório Analytics, de Campina Grande, foi o vencedor do concurso promovido pelo Ministério da Justiça, MPOG e CGU, chamado “Hackthon”, realizado em fevereiro passado, com a finalidade de criar iniciativas voltadas à participação no combate à corrupção. O trabalho premiado foi o aplicativo “As Diferentonas”, desenvolvido por um grupo de professores, pesquisadores e alunos universitários daquela cidade, e tem como principal finalidade, segundo o analista Nazareno Andrade – integrante da equipe, permitir ao cidadão acompanhar os investimentos federais nos municípios pelo celular.

Nazareno Andrade participou da equipe que trabalhou, em cooperação com o Tribunal de Contas do Estado – num passado recente, da implantação do IDGPB Auditor, e nessa condição mereceu voto de aplauso no Pleno da Corte, durante a sessão desta quarta-feira (4), numa propositura do conselheiro Fernando Catão. O aplicativo criado pela equipe permite dados abertos do governo federal em uma linguagem acessível aos cidadãos e capaz de comparar os investimentos entre estados, cidades e municípios.

Participaram do concurso mais de 50 equipes de programadores e designers de todo o país. Ao final foram selecionados três projetos para a fase decisiva, saindo como vencedor o aplicativo “As Diferentonas”, premiado em R$ 30 mil para finalizar a proposta e implementar as funcionalidades que irão permitir aos cidadãos fazer a checagem, quanto ao uso dos recursos públicos.

O Hackathon é uma iniciativa conjunta do Laboratório de Participação e Inovação (LabPI) do Ministério da Justiça com outros parceiros institucionais, em especial a Controladoria-Geral da União e o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, além dos demais órgãos componentes da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (ENCCLA). Representantes do Ministério da Justiça, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, da Controladoria-Geral da União e do Conselho Nacional do Ministério Público compõem a comissão julgadora do concurso.

 

AscomTCE–PB

(04 05 2016)

 

Compartilhe: