TCs de todo o País discutem em São Paulo a criação da Rede de Indicadores Públicos

imageTribunais de Contas de todo o País dão sequência, nesta terça-feira (10), em São Paulo, aos entendimentos para criação da Rede Nacional de Indicadores Públicos (Rede Indicon), providência da qual decorrerá a avaliação das políticas de educação, saúde, meio ambiente, tecnologia da informação, gestão fiscal e planejamento dos municípios brasileiros.

Aberto ontem (dia 9), no Auditório do TCE de São Paulo, com a participação de representantes da Associação de Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), o encontro definirá a implantação do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), instrumento a ser utilizado para aferir o desempenho da gestão pública.

A Rede Indicon tem discussão coordenada pelo Instituto Rui Barbosa (IRB), associação civil de estudos e pesquisas das Cortes de Contas Nacionais, que para essa tarefa indicou o suplente da Vice-Presidência, conselheiro Fernando Catão, também corregedor do TC da Paraíba.

Composto por sete índices temáticos, consolidados em um único indicador, o IEGM foi lançado pelo TCE de São Paulo em 2014, com implantação apenas em âmbito estadual, no ano seguinte. A participação do TCE-PB ainda se dá com os auditores Severino Claudino Neto (da área de Controle Externo), Humberto Gurgel (de Planejamento) e Josedilton Alves Diniz (de Tecnologia da Informação).

Rede Indicon - 1

O termo de cooperação para a criação da Rede Indicon foi assinado pelo presidente do TCE-PB, conselheiro Artur Cunha Lima, por ocasião do I Congresso Internacional de Contas Públicas, evento aberto no último dia 18, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Também, ontem, às 10h30, ocorreu, na Sala da Presidência do TCE-SP, a segunda reunião de presidentes dos TCs nacionais com a diretoria do IRB para o debate de assuntos de interesse comum ao Sistema de Controle Externo Brasileiro.

Participaram dos trabalhos os representantes  dos Tribunais de Contas de Minas Gerais, São Paulo, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Rio Grande do Sul, Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Santa Catarina e Amazonas. O da Paraíba esteve ali representado pelo corregedor Fernando Catão, em decorrência de outro compromisso institucional assumido pelo presidente Arthur Cunha Lima.

image

 

Ascom/TCE-PB com IRB

(10/05/2006)

 

 

 

Compartilhe: