Professores e alunos de três universidades conhecem usina fotovoltaica do TCE-PB

BFS_5483

“Assistam, participem e divulguem, a fim de podermos demonstrar a todos que é possível fazer deste um mundo melhor”. O pedido foi feito, na manhã desta sexta-feira (18), pelo conselheiro Arthur Cunha Lima, a quase 100 estudantes de três Universidades paraibanas presentes a exposição sobre a mini usina de energia fotovoltaica a ser brevemente inaugurada no Tribunal de Contas da Paraíba, organismo por ele presidido.

 

Conduzidos por professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPB) e Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) os estudantes tomaram conhecimento de detalhes técnicos, vantagens e benefícios do sistema fotovoltaico durante palestra do engenheiro José Carlos Tormim (foto), representante da MTEC Comércio e Serviço de Instalações Técnicas, empresa com sede em Brasília e executora do projeto da mini usina.

BFS_5491

Na saudação ao expositor e à plateia de mestres e alunos, o conselheiro Arthur Cunha Lima falou do pioneirismo do TC paraibano – um dos poucos organismos públicos brasileiros e o primeiro do Estado a dispor de eletricidade por sistema fotovoltaico – e revelou que a iniciativa já desperta o interesse dos congêneres. “Somos procurados por outros Tribunais interessados em adotar a mesma providência”, contou.

Tormim explicou que a conversão direta da luz solar em eletricidade representa a solução mais acessível, limpa e viável de geração elétrica, notadamente no Brasil, onde os níveis de insolação estão entre os mais altos do planeta. Expôs os benefícios para o meio ambiente e a economia, de vez que o sistema possibilita a concessão de incentivos tributários (assim já ocorre em 15 Estados) além do retorno financeiro cada vez mais rápído e seguro aos usuários.

BFS_5565

No TCE, mais de 350 painéis instalados sobre o teto do bloco onde funciona a Auditoria – também vistos pelos visitantes – vão gerar, no mínimo, 91,52 kWp (quilowatt-pico) de energia elétrica. Além de proporcionar a redução da conta de luz, a mini usina ainda poderá exportar a produção excedente de eletricidade para a rede pública à qual se conectará.

A equipe das três Universidades – também recebida pelo engenheiro José Luciano Sousa Andrade, chefe do Departamento de Auditoria de Licitações, Contratos e Obras do TCE – foi composta pelos professores Euler Cássio Tavares de Macedo, Carlos Alberto de Souza Filho, Fabiano Fragoso, Camila Seibel, Kleber Carneiro, Rogério Klupel, João Marcelo Dias (UFPB), José Bezerra de Menezes Filho, Diana Moreno, Valmerim Trindade, Manoel Alves (IFPB) e Evelyne Pereira (Unipê.

BFS_5511BFS_5535

Ascom/TCE-PB

BFS_556518/03

/2016

Compartilhe: