Tribunal de Contas da Paraíba dá posse solene ao conselheiro Marcos Costa

BFS_3220BFS_3239

O Tribunal de Contas do Estado reuniu-se, em sessão extraordinária presidida pelo conselheiro Arthur Cunha Lima, na tarde desta quarta-feira (16), para a posse solene do seu mais novo membro, o conselheiro Marcos Antonio da Costa.

O evento aconteceu no Auditório Celso Furtado, do Centro Cultural Ariano Suassuna, com a presença de servidores, conselheiros, procuradores e convidados, em meio aos quais representantes dos três Poderes, familiares e amigos do empossado.

BFS_3156

Conduzido ao plenário, para prestar juramento, pelo vice-presidente do TCE, André Carlo Torres e o conselheiro Nominando Diniz, o novo conselheiro destacou em seu pronunciamento a posição de relevância da Corte paraibana no cenário nacional.

BFS_3111

Marcos Costa enalteceu companheiros cuja conduta disse tomar como modelo, e falou do controle externo sobre o patrimônio e os recursos da sociedade como algo inerente ao processo democrático.

Dois nordestinos de destaque, o pernambucano Luiz Gonzaga e o romancista paraibano José Lins do Rego, foram citados em seu discurso de posse: “Eu penei, mas aqui cheguei”, disse, em referência à música “Pau de Arara”, que Gonzaga popularizou.

De José Lins ele usou citação do discurso de posse do escritor na Academia Brasileira de Letras: “Aqui estou sem ter feito uma caminhada de aventuras. Não me pus na luta empenhando o que podia e o que não podia. A Academia não me foi uma idéia fixa, um posto a conquistar com todo o meu sangue. E nem vendi a alma ao demônio para obter a vossa imortalidade”.

BFS_3161

Escolhido para fazer a saudação, em nome do Tribunal, o conselheiro Arnóbio Viana destacou em seu discurso “a experiência e a serenidade” como marca de Marcos Costa e realçou a contribuição do novo conselheiro, desde início da década de 90, à evolução técnica da Corte e, principalmente, à formação e qualificação do seu quadro de pessoal.

“Dúvidas não há, senhores, de que Marcos Costa conhece esta Casa na sua intimidade porque delas foi um dos seus construtores. Sabe, como ninguém, a importância do papel do controle externo, exercido pelo Poder Legislativo, com o auxílio do Tribunal de Contas. Aliás, por inocência ou ignorância, pensam alguns que esse auxílio traz consigo viés de subordinação”, afirmou o conselheiro Arnóbio.

O conselheiro Marcos Costa, que já tomara posse administrativa do cargo, em outubro passado na vaga aberta pela aposentadoria do amigo Umberto Porto (ambos advindos dos quadros técnicos do TCE), foi saudado, também, pela procuradora geral Sheyla Barreto Braga de Queiroz (em nome do Ministério Público de Contas), pelo conselheiro substituto Antônio Gomes Vieira (em nome dos conselheiros substitutos), pela auxiliar de contas públicas Marilene de Sousa Rego (em nomes dos servidores do gabinete) e pelo conselheiro aposentado Flávio Sátiro Fernandes (em nome da OAB).

Compondo a Mesa dos trabalhos, prestigiaram a posse, também, o procurador geral do Estado Gilberto Carneiro (representando o governador Ricardo Coutinho); deputado João Gonçalves (representando a Assembleia Legislativa); procurador geral de Justiça em exercício Valberto Cosme de Lira; procurador geral do município de João Pessoa Adelmar Azevedo Regis (representando o prefeito Luciano Cartaxo); o presidente da Câmara Municipal da Capital, vereador Durval Ferreira; o empresário Roberto Cavalcanti, diretor- presidente do Sistema Correio de Comunicação; o secretário do TCU na Paraíba, João Germano de Lima; o prefeito de Itaporanga Audiberg Alves de Carvalho; e o conselheiro José Marques Mariz (representando os conselheiros aposentados do TCE).

Emocionado, ao término do pronunciamento por ele próprio classificado como “uma simples fala de um sertanejo”, o novo conselheiro lembrou sua terra natal Itaporanga e surpreendeu o público cantando, afinado, trecho da música “Pau de Arara”. E se fez acompanhar, no momento, pelo grupo “Os Gonzagas”, que se apresentou logo em seguida junto com o coral do TCE, encerrando, sob aplausos e descontração, a solenidade de posse.

BFS_3171

Ascom TCE

 

/1

 

 

/

 

 

 

2015

BFS_3189BFS_3194BFS_3205BFS_3210posse marcos CostaBFS_3237

Compartilhe: