Hospital Padre Zé recebe donativos arrecadados em campanha do Tribunal de Contas

A campanha de mobilização dos quadros funcionais do Tribunal de Contas da Paraíba em favor do Hospital Padre Zé produziu, na manhã desta quinta-feira (11), seus primeiros frutos: a entrega de sabonetes líquidos e três mil fraldas geriátricas a dirigentes da instituição que, há exatos 50 anos, promove atendimento social, médico e hospitalar, de caráter filantrópico, a pessoas pobres oriundas de todos os recantos do Estado.

“Iniciativas como esta não devem ser ocasionais, mas ações permanentes, porque extremamente necessárias. É preciso fazer com que as campanhas desse gênero deixem de ser especiais e se tornem corriqueiras”, comentou o vice-presidente do TCE (no exercício da Presidência) conselheiro André Carlo Torres Pontes ao entregar ao padre Egídio de Carvalho Neto, diretor-presidente do Hospital, o resultado das doações.

O Hospital Padre Zé foi a segunda instituição beneficiada, no transcurso de novembro, com arrecadação de donativos junto a servidores do Tribunal de Contas. No último dia 12, o presidente da Corte, conselheiro Arthur Cunha Lima já fizera a entrega de fraldas descartáveis, absorventes geriátricos e sabonetes líquidos ao Hospital Napoleão Laureano.

A Campanha “Seja Amigo Secreto do Hospital Padre Zé” é um prosseguimento à Gincana da Solidariedade iniciada em outubro passado, no âmbito do TCE, como parte das comemorações pelo Mês do Servidor Público.

Ao Padre Egídio e à diretora administrativa do Hospital Padre Zé, Janiny Dantas Miranda e Silva, pelos quais foi recebido, o conselheiro André Carlo informou sobre viagem do conselheiro Arthur Cunha Lima a Brasília e a quem, então, substituía. Em seguida, foi levado a conhecer as instalações e equipamentos hospitalares.

Bem impressionado com o que viu, ele observou que sua visita ao local para a entrega dos donativos coincidia com os 50 anos da instalação do Hospital e, ainda, com os 80 anos da idéia de construí-lo nascida dos cuidados e da devoção do Cônego José Coutinho aos mais pobres. “Completaram-se, ontem, os 118 anos do nascimento do admirável e saudoso Padre Zé”, lembrou o conselheiro André Carlo. Em sua visita às dependências do Hospital, ele ainda tomou conhecimento de gestos de benemerência louváveis.

“Há um médico do Hospital Sírio Libanês, de São Paulo, que, voluntariamente, toma um avião e vem nos atender. E, num domingo desses, perguntei à recepcionista sobre a origem de biscoitos, doces e salgadinhos que haviam chegado numa caixa, para ficar sabendo que nos foram doados por detentos do Presídio do Roger”, contou o Padre Egídio. “São gestos como estes que precisam ser estimulados e reproduzidos, permanentemente”, observou o conselheiro.

Ascom/TCE-PB (Frutuoso Chaves)

Compartilhe: