Restos a pagar ajudam a reprovar contas de ex-prefeito no TCE-PB

fachada-TCE-web

Reunido nesta quarta-feira (7), o Tribunal de Contas da Paraíba emitiu parecer contrário às contas de 2012 do ex-prefeito de Cachoeira dos Índios Arlindo Francisco de Sousa, em razão do não recolhimento de contribuições previdenciárias e de restos a pagar deixados no último ano do mandato, em montante superior a R$ 700 mil. Ainda cabe recurso da decisão tomada conforme voto do conselheiro Arnóbio Viana, relator do processo.

Tiveram as contas de 2013 aprovadas pela Corte os prefeitos de Conceição (José Ivanilson Soares de Lacerda), Guarabira (Zenóbio Toscano de Oliveira e Dona Inês (Antonio Justino de Araújo Neto. Também, as Câmaras Municipais de Barra de São Miguel (exercício de 2013) e de Serra Branca, Zabelê e Coxixola (2014).

A sessão plenária, conduzida pelo presidente Arthur Cunha Lima, teve as participações dos conselheiros André Carlo Torres Pontes, Arnóbio Viana, Nominando Diniz e Fernando Catão. Também, dos conselheiros substitutos Marcos Costa, Antonio Cláudio Silva Santos, Oscar Mamede e Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora geral Elvira Samara Pereira de Oliveira.

Ascom/TCE
07.10.2015

Compartilhe: