Centro Cultural do TCE-PB realiza concerto da OSMJP com presença do pianista Pascal Gallet

Centro Cultural Ariano Suassuna

O Centro Cultural Ariano Suassuna, do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba estará sediando neste sábado (12), às 18h00, mais uma apresentação da Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa, com a participação do francês Pascal Gallet, considerado um dos melhores pianistas contemporâneos do mundo.

O concerto terá a regência do Maestro Laércio Diniz e faz parte da parceria da OSMJP com o Centro Cultural Ariano Suassuna, que vem brindando os pessoenses com apresentações desde o inicio do ano.

Na ocasião, haverá a abertura de uma mostra fotográfica no Salão de Exposições Lynaldo Cavalcanti, pelos artistas Toddy Holland, Carlos Martinez e Ivonete Leite.

Apesar de entrada gratuita, o TCE-PB disponibilizará 100 ingressos para o Hospital Napoleão Laureano para que sejam revertidos em seu favor mediante contribuição voluntária, como forma de ajudar o hospital.

O auditório Celso Furtado, do Centro Cultural Ariano Suassuna tem capacidade para 420 pessoas, porém, serão disponibilizadas as salas de projeção ao vivo caso haja uma lotação acima da sua capacidade.

Pascal-Gallet

QUEM É PASCAL GALLET – O pianista fez sua primeira apresentação televisiva aos 10 anos de idade e entrou para o Conservatório Nacional Superior de Paris muito jovem onde obteve vários prêmios e continuou seu aperfeiçoamento em piano. Os anos iniciais foram coroados por numerosos prêmios de concursos internacionais: Viotti, Porto, Trapani, Fondation Menuhin, Senigalia, Ministère de la Culture en France. Foi então que iniciou sua carreira internacional como solista com as orquestras mais prestigiosas do mundo. Ele teve o privilégio de encontrar Olivier Messiaen de maneira tão próxima que lhe dedicou dois extratos do catálogo de pássaros (disponível em: www.pascalgallet.com/dédicace). Sua abertura e originalidade lhe levaram a criar espetáculos em programas originais, nos quais a música permanece soberana, com a participação de comediantes como Macha Méril, Marie-Rose Carlié, Patrick Topaloff, Bernard Bilis e recentemente Christophe Barbier.

Sua experiência pedagógica, reconhecida por unanimidade, lhe conduziu a criar “Le Récital”, projeto pedagógico cujo objetivo é democratizar a música entre os jovens. Coube a ele dar numerosas “master” classes no Conservatório Superior de Brasilia, Hoshulle de Kitzingen, Seoul Université, Académie de Belgrade et de Nis, Académie Internationale de Nancy, d Aix en Provence.

Suas primeiras gravações lhe permitiram críticas excepcionais e, mais particularmente, o CD Turina comparado ao de Alicia de Larocha, o DVD Chopin, para o bicentenário do nascimento de Chopin et Jolivet, que recebeu um lugar à parte no trabalho de Pascal GALLET, que é hoje o único pianista no mundo que gravou a totalidade de sua obra para piano. Esta gravação foi unanimemente admirada pela imprensa especializada. Um concerto com a Orquestra Filarmônica Alemã de Duisburg também permitiu a gravação ao vivo de um concerto único de Jolivet por Pascal Gallet.

Na ocasião do bicentenário do nascimento de Liszt, Pascal GALLET gravou seu DVD “Liszt Immortel”, no piano Steingraëber que pertenceu a Liszt e que era datado de 1873. Em 2013 gravou uma reedição do CD Chopin, (bonus : extrato do 1o movimento do concerto n° 1 em mi menor com a Orquestra Filarmônica da UNAM do Mexico. Em 2014 gravou “live” dos Prelúdios de Debussy, saudada de forma unânime pela crítica. Pascal GALLET é membro fundador do C.N.P.A.M de Madagascar e acabou de ser nomeado para o CNRR de Marselha.

O MAESTRO DINIZ – “Conducted by Laércio Diniz, were at their best here” (The New York Times, 26.05.2008). É assim que o carioca Laércio Diniz começava a sua carreira internacional, regendo a Bachiana Chamber Orchestra, no Carnegie Hall em New York, reafirmando um ano depois, regendo o pianist David Brubeck no Linconl Center.

Maestro e diretor artístico da Orquestra Filarmônica do Brasil (FIBRA), e da orquestra de época “Engenho Barroco”, Diniz assumiu a regência da orquestra holandesa New Netherlands Orchestra em 2011 (formada por músicos da Orquestra Filarmônica da Rádio Holandesa) com a qual grava o seu primeiro DVD pelo selo “Aureus Records”. Gravou com a orquestra Alemã Nordwestdeutche Philharmonie e a pianista Anna Federova o concerto de Rachmaninoff n.2 pelo selo europeu “Piano Classics”. Atualmente conduz a orquestra Alemã “Das Freie Orchestra Berlin” para a gravação do CD Suspended op.69, músicas do Israelense Nimrod Borenstein. É, ainda, o regente da Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa.

A Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa, foi fundada em agosto de 2013 pelo prefeito Luciano Cartaxo, sendo oficialmente lançada no primeiro Festival Internacional de Musica Clássica de João Pessoa como orquestra residente do festival, sob a direção artística e regência do maestro Láercio Diniz desde a sua Fundação. A OSMJP, surgiu a partir da antiga Orquestra de Câmara da Cidade de João Pessoa, que foi fundada no ano de 2001 pelos professores Gustavo de Paco de Gea e Leopoldo Nogueira.

Apesar de ter apenas dois anos de existência, a OSMJP tem trazido para o publico de João Pessoa obras de grande envergadura como as principais sinfonias de: Tchaikowsky, Brahms, Beethoven, Mozart e Dvorák. Executou primeiras audições de autores nacionais, acompanhou solistas de renome como Anna Fedorova, Alberto Johnson e Patricia Biccerè e trabalhou com maestros convidados como Gerard Oskamp e Isaac Karabtschewsky, que também é patrono oficial da orquestra. Suas apresentações vem ocorrendo desde o inicio do ano em parceria com o recém inaugurado Centro Cultural Ariano Suassuna, do Tribunal de Contas do Estado.

Além do profundo trabalho artístico, a OSMJP realiza também Concertos Didáticos apresentados mensalmente nas Escolas Municipais da capital, com o objetivo de despertar a socialização das crianças através da música sinfônica, oferecendo ao público jovem novas perspectivas culturais de alto nível.

EXPOSIÇÃO – Na ocasião do concerto, o Centro Cultural Ariano Suassuna abrirá uma exposição fotográfica no Salão de Exposições Linaldo Cavalcanti. A exposição Brasil-Miami traz fotografias tiradas em viagens pelo mundo e que foram realizadas pelos fotógrafos Toddy Holland, Carlos Martinez e Ivonete Leite, que já participaram de mostras no Japão, Inglaterra e Estados Unidos.

Toddy Holland

Toddy Holland – Fotógrafo brasileiro desde 1993 (22 anos), especializou-se em fotografia publicitária desde que era proprietário da Ultra Comunicação Integrada, sua agência de publicidade. Ele tem como marca uma composição cuidadosa e iluminação direcionada. Já teve trabalhos publicados para Embratur, Coca-Cola, Revista Playboy, Revista Sexy, Guias Quatro Rodas. O artista também produz seu próprio programa de TV, o reality show “Isso e Muito Mais” que retrata suas viagens em família pelo mundo, mostrando aos telespectadores o melhor dos lugares com muitas dicas de fotografia. O reality é exibido em canal a cabo pela TV Master. Recentemente participou de várias exposições pelo mundo, como em Tókyo no Japão, Londres na Inglaterra, além de várias cidades dos Estados Unidos como New York, Miami e Fort Lauderdale.

Carlos Martinez – Carlos Eduardo Martinez, nasceu em São Paulo, Brasil, é engenheiro mecânico e faixa preta de Karate 4dan estilo Wado-Kai, da All Japan Karate Association. Vive há 25 anos nos EUA. O hobby pela fotografia começou desde criança, por influência do pai. Sempre fotografou em filme que processava em seu próprio laboratório em casa.

Ha alguns anos começou a experimentar fotos digitais pela conveniência nas viagens. Carlos gosta de fotografar esportes, paisagens, instantâneos de pessoas, e fotografia de rua. Estudou fotografia na Nikon, nos cursos da Leica e na universidade. Publica fotos no Jornal Acheiusa, de língua portuguesa nos EUA, semanalmente. Participou de exibições em Toquio, Londres, Ft Lauderdale, Miami, São Paulo e João Pessoa.

Ivonete Leite – Mineira, nasceu em Juiz de Fora, cresceu e estudou no Rio de Janeiro, formando-se na Universidade de Direiro Candido Mendes. A primeira viagem para fora do Brasil foi para estudar inglês na Universidade de Nova Iorque em 1967. Aquela viagem mudou completamente sua vida. Ao retornar em 1968, com o domínio da lingua inglesa, trabalhou em importantes empresas americanas e em 1972 iniciou sua carreira bancária no Citibank, no Rio de Janeiro, que a transferiu em 1978 para Nova Iorque. Promovida a Vice Presidente em 1981, tornou-se a primeira mulher brasileira a ter esse título no Citibank.

Em 2000 aposentou-se do Citibank e mudou-se para Key Biscayne, Miami, Florida. Sua paixão pela arte da fotografia nasceu durante suas viagens de negócios e de férias que a levou a visitar muitos países de culturas diversas. Ama todas as formas de arte, mas é como fotógrafa de suas viagens, com sua câmera registrando momentos, belezas, mistérios, curiosidades, emocões e história., que ela cria sua própria arte . Ela é muito feliz por ter tido a oportunidade de ter vivido em duas culturas ricas e diversas, que aumentou sua sensibilidade para ver além de um mundo estático e de horizonte definido.

PROGRAMAÇÃO DO CONCERTO
Série Ariano Suassuna
Concerto Oficial em homenagem à Norma Romano
“Música e Emoção”
12 de Setembro de 2015 (sábado)
Local: Centro Cultural Ariano Suassuna
Auditório Celso Furtado às 18h
Maestro: Laércio Sinhorelli Diniz

Abertura “O Guarani ” C. Gomes
Uma noite no monte calvo Mussorgsky
Walsa Triste J. Sibelius
Dança Eslava Op. 72 n 2 A.Dvořák
Carmen – Overture G. Bizet
INTERVALO
Concerto para piano e orquestra em si bemol menor, Op. 23
P. I. Tchaikowsky
1- Allegro ma non troppo e molto maestoso
2- Andantino simplice
3- Allegro con fuoco

Piano: Pascal Gallet
Maestro: Laércio Sinhorelli Diniz
INTEGRANTES:
Primeiros Violinos:
Clovis Pereira Filho (Spalla)
Ramon Feitosa (Concertino)
Marcelo Vasconcelos
Murilo Callou
Diego Swallow
Deyse Firmino
Ian Correira
Everton Praxedes

Segundos Violinos:
Karolayne Cavalcante (Chefe de Naipe)
Luana Barros
Tiago Tenório
Ana Elizabeth Ribeiro*
Conan Davidson
Thialyson Moura

Violas:
Samuel Espinoza (Chefe de Naipe)
Helen Lavor
Daniel Espinoza
Adriana Almeida
Annamélia Reis
Hermeson Praxedes

Violoncelos:
Jorge Rossi (Chefe de naipe)
Leornardo Semensatto
Isadora Câmara
Riclébio Souza

Contrabaixos:
Hector Jorge Rossi ( Chefe de Naipe)
Daniel Pina
Iradi Luna
Pedro Porto

Flautas:
Renan Rezende (Chefe de Naipe)
Caroline Galvão Gondim
Gustavo Ginés de Paco (Flautim)

Oboés:
João Johnson dos Anjos
(Chefe de Naipe)
Jaqueline Cyntia Ladislau
(Oboé e Corne Inglês)

Clarinetes:
Isabel G. dos Santos (Chefe de Naipe)
Eduardo de Lima

Fagotes:
Aderaldo dos Santos (Chefe de Naipe)
Bruna Heloísa do Bonfim

Trompas:
Robson Gomes da Silva
(Chefe de Naipe)
Lucas Ângelo Figueiredo
Fabiano Rogério da Silva
Adriano Lima

Trompetes:
Wellington Dino de Lima
(Chefe de Naipe)
Emanoel Barros
João Batista Marques

Trombones:
Alessandro dos Santos
(Chefe de Naipe)
Rogério Pereira Vicente
Jonathas Souza Silva
(Trombone Baixo)
Tuba:
Abinoan Elias dos Santos
(Chefe de Naipe)

Tímpano, Percussão e Bateria:
Wagner Santana (Chefe de Naipe)
João Alexandre Medeiros Lins

Teclado:
Glauco Fernandes

“*” Professor Substituto

Equipe Técnica:

Maestro titular e Diretor Artístico:
Laércio Sinhorelli Diniz

Maestro Assistente:
Gustavo Ginés de Paco

Coordenador Musical / Consultor:
Samuel Espinoza Galvez

Gerente-Executivo:
Hector Jorge Rossi

Diretora Administrativa:
Nayara Alves de Medeiros

Inspetora:
Daniela Alejandra de Paco

Arquivo Musical:
Leonam Braga
Isis Gonçalves Macena

Montagem:
Flaviano Galvão de Lima
Fábio Galvão de Lima
Pedro Paulo Ferreira

Maiores informações: Centro Cultural Ariano Suassuna – Tribunal de Contas do Estado – Tels: (83) 3208-3546, 3208-3547 e 3208-35
Centro Cultural Ariano Suassuna – Rua Geraldo Vons Shosten, 147, Jaguaribe – João Pessoa (PB)

Ascom/TCE-PB
08/09/2015

Compartilhe: