Francisco Rezek destaca atuação de Epitácio Pessoa na Corte de Haia em palestra no TCE-PB

rezek06.08.2015

As comemorações alusivas ao sesquicentenário de nascimento do ex-presidente Epitácio Pessoa ganhou destaque nacional com a presença do ministro Francisco Rezek, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, que esteve em João Pessoa, nesta quinta-feira (6), para proferir conferência sobre “Epitácio Pessoa – O diplomata e jurista da Corte Internacional de Haia”. O evento fez parte da terceira etapa de homenagens ao ex-presidente. Rezek falou no auditório Celso Furtado, no Centro Cultural Ariano Suassuna do Tribunal de Contas do Estado.

O evento começou com a apresentação de hino nacional e exibição de um filme alusivo às comemorações, destacando uma mensagem do presidente do TCE, conselheiro Arthur Cunha Lima, saudando as autoridades e o público presente ao auditório.

rezek4

O vice-presidente do TCE, conselheiro André Carlo Torres Pontes, representou o conselheiro Arthur, em virtude de sua ausência por motivo de viagem institucional, e abriu a solenidade, momento em que ensejou a oportunidade de se lembrar a memória e o legado de Epitácio Pessoa, como exemplo para as gerações de hoje e do futuro.

rezek5

Coube ao advogado e professor Carlos Pessoa de Aquino, membro da Academia Paraibana de Letras Jurídicas (APLJ) e sobrinho bisneto de Epitácio Pessoa, fazer a apresentação do ministro Francisco Rezek. “O senhor chegou, aos 39 anos, a ser ministro do Supremo Tribunal Federal e foi membro da Corte de Haia. Honrou e dignificou a toga que lhe caía pelos ombros, como assim o fez Epitácio Pessoa”, disse, ao traçar características semelhantes entre as carreiras do ministro e do homenageado.

rezek2

Durante a conferência, o ministro Rezek – com a experiência de quem trilhou todos os passos percorridos por Epitácio Pessoa, lembrou a participação do ex-presidente, como juiz do tribunal internacional, em decisões muito importantes nos primeiros e fecundos anos da Corte da Haia – um tribunal para julgar conflitos entre países que, a partir da Primeira Grande Guerra, decidiram resolver as suas contendas num tribunal e não mais em campo de batalha,” pontuou o ex-ministro.

“Esta terceira fase de comemorações nos mostra o homem que não ficou só na Paraíba, nem só no Brasil. Como diplomata, Epitácio pontuou a história brasileira na fase em que ele esteve à frente de todos os tratados internacionais. Então é importante que tenhamos esta visão global: do jurista, do político, do homem público e do diplomata, que construiu a história com estudo, esforço e dedicação ao que fez“, disse a desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti, presidente da Comissão de Cultura e Memória do Poder Judiciário do Estado.

O embaixador e neto do homenageado, Carlos Alberto Pessoa Pardellas, voltou à Paraíba para associar-se à 3ª etapa de comemorações. Emocionado, lembrou passagens ao lado do avô. “Emociona-me a oportunidade de conhecer o Estado, o local e a vila em que ele nasceu, conhecendo uma porção de conterrâneos que conhecem o seu valor. Ele foi, antes de tudo, um magistrado, e este exemplo deve ser cultivado, pois a justiça é a mais importante virtude no convívio entre as pessoas e ele cultivou o Direito até o fim da vida”, declarou Pardellas.

rezek6

O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, se disse satisfeito com as homenagens. “Epitácio foi o paraibano mais importante do Brasil”. Membro do Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba, o gestor da Corte paraibana dedicou a Epitácio Pessoa o Ano Judiciário 2015.

Ao final da solenidade aconteceu o lançamento da Revista em Quadrinhos – “Epitácio Pessoa em Quadrinhos” é o título da obra que traz a biografia do ex-presidente, de forma lúdica e para todas as idades. O livro foi lançado durante o evento e é uma publicação da Patmos Editora, em parceria com a Energisa.

Ascom/TCE-PB (Genesio Sousa)
06.08.2015
Com Gecom/TJPB (Gabriela Parente)

Compartilhe: