Centro Cultural do TCE-PB sedia concerto de obra inédita de Betethoven Cunha neste sábado

Centro Cultural

Peça “Maracatu do Baque Virado”, do arranjador pernambucano, abrirá programa que também terá Johanes Brahms e Johann Sebastian Bach

A Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa executará neste sábado (04)), às 19 horas, dentro da parceria firmada com o Tribunal de Contas da Paraíba, mais um concerto da série Ariano Suassuna, desta vez com uma homenagem ao arranjador e compositor pernambucano Beetholven Cunha, que tem obras interpretadas também fora do Brasil, em países como Itália, Suíça, Cazaquistão, Polônia, Alemanha e Estados Unidos.

O concerto intitulado “De Brahms a Beetholven” acontecerá no Centro Cultural Ariano Suassuna, do TCE-PB, em Jaguaribe, na Capital. Terá regência do maestro Laércio Diniz e iniciará com a execução de uma obra inédita de Beetholven Cunha: a “Miniatura Pernambucana 10 – Maracatu do Baque Virado”. Na sequência, de J.S.Bach, a Suíte orquestral número 3 e ré maior, e, após o intervalo, a Sinfonia número 1 em dó menor, de Johanes Brahms.

VALORIZAÇÃO
Esta apresentação marcada por esse tipo de homenagem se dará, segundo o maestro Laércio Diniz, seguindo uma linha de valorização de compositores brasileiros vivos, alguns já reconhecidos internacionalmente, mas com dimensão menor em sua própria região. “São artistas muitas vezes consagrados em outras partes do Brasil e no exterior, mas injustamente pouco conhecidos no Nordeste”, observa.

Já o diretor do Centro Cultural Ariano Suassuna, Flávio Sátiro Filho, destaca que a série de concertos, tornada possível mediante a parceria firmada com o TCE, demonstra o compromisso e determinação do presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Arthur Cunha Lima, para que o Centro Cultural “seja um organismo vivo e atuante, capaz de contribuir para elevar cada vez mais a cultura paraibana”.

PERFIL

Natural de Goiana (PE), também pesquisador e escritor, o maestro Beetholven Cunha dá aulas de composição e regência para alunos da escola de música da Universidade Federal do Piauí, além de dirigir os grupos Camerata Teresinense, Grupo de Dulcistas Sopro Divino, GMUCO Música Contemporânea e Coral Infantil Juvenil de Teresina.

A ORQUESTRA
Com apenas um ano e meio de criação, a Orquestra Sinfônica Municipal (OSMJP) é uma das mais novas do país, e tem como patrono um ícone nacional da música – o maestro Isaac Karabtschewsky. A curta vida musical não a impede, porém, de já exibir a execução de obras consagradas, como sinfonias de Mozart, Beethoven, Tchaikowsky, além de parcerias com solistas e maestros internacionais, e aberturas e encerramentos de festivais importantes. Em maio último, por exemplo, no Centro Cultural do TCE, realizou concerto que proporcionou uma verdadeira viagem ao mundo da ópera e contou com a participação de Patrizia Biccirè, considerada uma das melhores cantoras italianas da atualidade.

Ascom/TCE-PB (CarlosCésar)
01.07.2015

Compartilhe: