Conselheiro Nominando abre seminário nacional sobre Transparência Pública

Focco 10 anos (4)

Evento que marca 10 anos de criação do Focco-PB reúne mais de 500 participantes em palestras e cursos técnicos no Centro Cultural do TCE

“Criar uma estratégia nacional de combate à corrupção que envolva os órgãos públicos e a sociedade civil organizada, ao mesmo tempo em que se reconhece que o Brasil avançou muito, mas ainda está muito longe do nível de atuação adequado”. Defendeu o procurador da República, membro do Conselho Nacional do Ministério Público, Fábio George Cruz da Nóbrega, durante palestra na abertura do Seminário Nacional sobre Cooperação para a Prevenção e o Combate à Corrupção, na noite dessa quarta-feira (20), no auditório do Centro Cultural Ariano Suassuna, no Tribunal de Contas do Estado. O evento marca a passagem dos 10 anos de atividades do Forum Paraibano de Combate à Corrupção – Focco-PB

A cerimônia de abertura foi feita pelo conselheiro Antônio Nominando Diniz, ouvidor do Tribunal de Contas, ao lado do coordenador do Focco-PB, André Carlo Torres, que também é professor e conselheiro do TCE, que na oportunidade, ao dar as boas vindas aos participantes, reiterou os objetivos do fórum, que é mobilizar a sociedade e estimular o ideário e os organismos que podem contribuir no combate à corrupção.

Ele alertou que os órgãos públicos de controle não podem atuar com a eficiência necessária se não houver a participação da sociedade civil cobrando dos gestores a transparência e o respeito aos recursos públicos. Hoje já são 24 instituições representativas dos mais diferentes segmentos, cada um com suas especialidades para contribuir com os objetivos do Focco.

Auditório Celso Furtado lotado – foram mais de 500 inscritos, e a presença de todos os órgãos componentes do Focco-PB, que instalaram estandes na hall do Centro Cultural, além de representações de todos os Estados do país, o conselheiro André Carlo Torres apresentou uma retrospectiva da atuação do Fórum, desde sua criação, em 20 de maio de 2005, idealizado, inicialmente, pelo Ministério Público, Federal e Estadual, e logo as adesões de outros órgãos públicos de controle começaram a chegar.

Ao final da programação inicial, André Carlo Torres, em sua palestra, fez uma avaliação dos resultados do trabalho que o TCE, em parceria com outros órgãos de controle e fiscalização, está fazendo para se cumprir a Lei de Acesso à Informação nas prefeituras e Câmaras Municipais.
Durante o evento, a Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos lançou o selo comemorativo aos 10 anos do FoccoPB. A iniciativa, além de homenagear o movimento, marca a consolidação do fórum – idealizado e lançado na Paraíba, e que hoje já está consolidada em 23 estados. O coral do Tribunal de Contas fez uma aplaudida apresentação, iniciada com a execução dos hinos nacional e da Paraíba.

Ascom/TCE-PB
21/05/2015

Compartilhe: