CLIPPING ELETRÔNICO

CLIPPING ELETRÔNICO

(06.05.2015)

TCE-PB  NA MÍDIA 

Para ler acessar nos links

PB AGORA: TCE analisa nesta quarta contas de cinco Prefeituras e quatro Câmaras
http://www.pbagora.com.br/conteudo.php?id=20150505205520&cat=paraiba&keys=tce-analisa-nesta-quarta-contas-cinco-prefeituras-quatro-camaras

MAIS PB : TCE analisa nesta quarta ( 6) contas de cinco prefeituras e quatro camaras): http://www.maispb.com.br/97226/tce-analisa-contas-de-cinco-prefeituras-e-quatro-camaras.html

FOLHA DO SERTÃO : TCE analisa nesta quarta contas de cinco Prefeituras e quatro Câmaras
http://folhadosertao.com.br/portal/abrir.noticia/titulo/tce-analisa-nesta-quarta-(6)-contas-de-cinco-prefeituras-e-quatro-camaras-/ID/19937

PARAÍBA ONLINE : TCE analisa nesta quarta (6 )contas de cinco Prefeituras e quatro Câmaras
http://www.paraibaonline.com.br/noticia/959768-tce-analisa-nesta-quarta-contas-de-cinco-prefeituras-e-quatro-camaras.html

CLIKPB: TCE analisa nesta quarta (6 )contas de cinco Prefeituras e quatro Câmaras

http://www.clickpb.com.br/noticias/politica/tce-analisa-nesta-quarta-contas-de-cinco-prefeituras-e-quatro-camaras/

PORTAL DO TCE-PB: TCE analisa nesta quarta (6) contas de cinco Prefeituras e quatro Câmaras
http://portal.tce.pb.gov.br/2015/05/tce-analisa-nesta-quarta-6-contas-de-cinco-prefeituras-e-quatro-camaras/

NOTÍCIAS PARA CONHECIMENTO

PORTAL CORREIO : Prefeito da PB é cassado por improbridade; vice deve assumir
http://portalcorreio.uol.com.br/politica/politica/mais-politica/2015/05/06/NWS,258564,7,416,POLITICA,2193-PREFEITO-CASSADO-IMPROBIDADE-VICE-ASSUMIR.aspx

PB AGORA : Presidente da Famup demonstra preocupação com situação dos municíos paraibanos e faz desabafo
http://www.pbagora.com.br/conteudo.php?id=20150504224206&cat=politica&keys=presidente-famup-demonstra-preocupacao-situacao-municipios-paraibanos-faz-desabafo

JORNAL DA PARAíBA : MPF abre inquéritos para investigar prefeitos paraibanos): http://www.jornaldaparaiba.com.br/politica/noticia/150796_mpf-abre-102-inqueritos-para-investigar-prefeitos-paraibanos

JORNAL A UNIÃO

06/05/2015

APOSENTADORIA

ALPB MANTÉM VETO DO TRIBUNAL DE CONTAS

O Plenário da Assembleia Legislativa (ALPB) aprovou a manutenção de um dos vetos em pauta do governador do Estado durante a sessão ordinária de ontem. Por unanimidade foi mantido o veto 26/2015, de autoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que dispõe sobre a instituição do Programa de Aposentadoria Incentivada (Pain) para os servidores efetivos do TCE.

O Projeto de número 26/2015 veta totalmente o Projeto de Lei número 11/2015 que cria o Pain. A justificativa para o veto é por inconstitucionalidade, inclusive partindo informações prestadas pelo próprio TCE. A votação foi aberta e os deputados acataram a decisão do próprio TCE mantendo o veto por unanimidade.

JORNAL CORREIO DA PARAÍBA

Paraíba Quarta-feira, 06 de maio de 2015 A3

POLÍTICA

SEM DINHEIRO PARA O SÃO JOÃO

Ricardo Coutinho afirma que “o povo, antes de celebrar, precisa ter água para se manter em pé”

FERNANDA FIGUEIRÊDO

O governador Ricardo Coutinho declarou ontem que o Estado não tem dinheiro para gastar com as festas juninas deste ano. De acordo com o gestor, a prioridade é o combate aos efeitos da seca, inclusive em Campina Grande, onde acontece o Maior São João do Mundo. “O que eu sei é que as verbas estão caindo a cada mês, perigosamente. É preciso que cada um de nós tenha o devido cuidado com o dinheiro público e eleja prioridades. Ainda vou discutir quais as projeções para os próximos meses, e se for uma projeção muito difícil, eu não vou pegar o dinheiro e priorizar coisas que não tenham como, vou priorizar é água. O povo, antes de celebrar, precisa ter água para se manter em pé”, afirmou Ricardo. A declaração aconteceu durante a passagem dele por Campina Grande, onde inaugurou a segunda unidade do Condomínio Cidade Madura no Estado. A primeira está em João Pessoa. Mais cidades Sobre o racionamento proposto pela Cagepa para Campina Grande e cidades vizinhas, Ricardo Coutinho disse que tinha, inclusive, defendido um racionamento maior, pois a situação hídrica de praticamente todo o Estado é alarmante. Em relação à transposição do Rio São Francisco, ele acredita que até março de 2017 a obra esteja concluída. “Além do racionamento, a segunda solução proposta é a transposição do São Francisco e a terceira é esperar por chuvas. Estamos há vários meses esperando uma resposta do Governo Federal. Não há ajuste fiscal no mundo que ignore a necessidade das pessoas de terem água, para mim isso é injustificável e ela [a presidente] concordou com isso. É preciso que os recursos sejam liberados imediatamente”, disse o governador.
JORNAL CORREIO DA PARAÍBA

Paraíba Quarta-feira, 06 de maio de 2015 A12

ÚLTIMAS

‘PEC DA BENGALA’ É APROVADA

Idade para aposentadoria compulsória de ministros de tribunais superiores é ampliada para 75 anos

A Câmara dos Deputados aprovou em segundo turno uma emenda à Constituição que eleva a aposentadoria obrigatória na cúpula do Judiciário de 70 para 75 anos. A chamada “PEC da Bengala”, que segue agora para promulgação, tira da presidente Dilma Rousseff a certeza da indicação dos cinco próximos ministros do Supremo Tribunal Federal, corte composta por 11 cadeiras. A nova derrota do PT ocorreu por 333 votos a 144 (houve 10 abstenções). Ainda seria votada na noite de ontem uma emenda ao texto, mas a tendência era a de que ela fosse rejeitada. Pelas regras até então em vigor, cinco ministros do STF que completam 70 anos até o final de 2018 teriam que deixar a corte antes do final do mandato de Dilma (Celso de Mello, Marco Aurélio Mello, Ricardo Lewandowski, Teori Zavascki e Rosa Weber). A petista só fará novas indicações para o STF caso algum ministro deixe voluntariamente o tribunal antes da data de aposentadoria. Dilma indicou cinco ministros para o STF em sua gestão. O último, Luiz Fachin, ainda depende de aprovação do nome pelo Senado. Nos seus oito anos de gestão, Lula indicou 8 ministros. Fernando Henrique Cardoso, 3. A aprovação da proposta foi combinada por representantes de nove partidos governistas e da oposição. “Esta medida faz um bem para a República, pois é um primeiro passo para adequar todo o funcionalismo ao avanço da expectativa de vida [74,9 anos]. Do ponto de vista político, o país ganha ao anular essas indicações [as de Dilma] contaminadas com viés político e ideológico”, afirmou Bruno Araújo (PSDB PE), líder da oposição na Câmara.

 

Ascom
Ana Lúcia
06.05.2015

Compartilhe: