CLIPPING DIÁRIO

CLIPPING DIÁRIO
TCE -PB NA MÍDIA

foto(17)

15/05/2015

Para ler acessar nos links abaixo:

PBNEWS: TCE multa gestor por irregularidade em processo licitatório http://pbnews.com.br/justica/2015/05/tce-multa-gestor-por-irregularidade-em-processo-licitatorio.html

CLICKPB: Tribunal de Contas do Estado multa prefeito de Sousa por irregularidades em licitações http://www.clickpb.com.br/noticias/politica/tribunal-de-contas-do-estado-multa-prefeito-de-sousa-por-irregularidades-em-licitacoes/

MAISPB: Projeto do Grupo Marquise não tem estudo de impacto ambiental http://www.maispb.com.br/99078/projeto-do-grupo-marquise-nao-tem-estudo-de-impacto-ambiental-diz-apam.html

PBAGORA: Prefeito de Sousa é multado por irregularidade em pregão para transporte escolar http://www.pbagora.com.br/conteudo.php?id=20150515102747&cat=politica&keys=prefeito-sousa-multado-irregularidade-pregao-transporte-escolar

PORTAL DO TCE: Gestor é multado por irregularidade em pregão para transporte escolar http://portal.tce.pb.gov.br/2015/05/1a-camara-do-tce-multa-gestor-por-irregularidade-em-pregao-para-contratacao-de-transporte-escolar/

PORTAL DO TCE: Presidente da Atricon diz que ação preventiva dos Tribunais de Contas evita prejuízos de bilhões de reais ao país

http://portal.tce.pb.gov.br/2015/05/presidente-da-atricon-diz-que-acao-preventiva-dos-tribunais-de-contas-evita-prejuizos-de-bilhoes-de-reais-ao-pais/

PORTAL DO TCE: TCE-PB lança Marco de Medição de Desempenho http://portal.tce.pb.gov.br/2015/05/tce-pb-lanca-marco-de-medicao-de-desempenho/

CLIP Artur

 

JORNAL CORREIO DA PARAÍBA

A4 Paraíba Sexta-feira, 15 de maio de 2015

POLÍTICA

TCE PASSA A TER “AUTOAVALIAÇÃO”

Ferramenta que vai monitorar qualidade dos serviços prestados pela Corte foi lançada ontem

Arthur Cunha Lima acredita no avanço da auditagem

ADRIANA RODRIGUES

Os tribunais de contas de todo o País vão fazer “autocontrole de qualidade” e autoavaliação em todos os setores, para garantir mais agilidade nos procedimentos interno e elevar a qualidade dos serviços prestados à sociedade. Trata-se do Marco de Medição de Desempenho (MDC), desenvolvido pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), dentro do Projeto de Qualidade e Agilidade das Cortes de Contas do País, que começou a ser implementado desde ontem à tarde, no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). O MDC, que já está sendo desenvolvido em outros 33 tribunais de contas brasileiros, dentre eles do Tribunal de Contas da União (TCU), foi lançado ontem, à tar de, no Plenário Ministro João Agripino Filho, pelo presidente da Atricon, conselheiro Valdecir Fernandes Pascoal, também presidente do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE), e pelo presidente do TCE-PB, conselheiro Arthur Cunha Lima. De acordo com Valdecir Pascoal, o primeiro relatório sobre o MDC, com uma radiografia dos tribunais, será apresentado em dezembro no encontro nacional da Atricom. Serão avaliados 500 indicadores de atendimento, desde o planejamento das atividades, até o relacionamento com os meios de comunicação. “O Tribunal de Contas da Paraíba é de referência nacional em vários aspectos, como outros tribunais, mas todos podem melhorar, podem se aprimorar ainda. O Marco de Medição prega boas práticas internacionais, para serem aplicadas desde ao planejamento, a fiscalização, recrutamento de pessoal, normas de auditorias com padrões internacionais”, comentou. Segundo ele, que a sociedade espera dos tribunais é que as auditorias sejam de nível internacional, que os julgamentos sejam mais céleres e de qualidade. “Fazendo isso, o povo vai gostar e respeitar cada vez mais os Tribunais de contas, que terão um prazo cada vez mais célere para o julgamento, comunicação melhor com o cidadão e maior qualidade em seus trabalhos técnicos”, revelou o presidente de Atricon.

DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

Para o presidente do TCE-PB, Arthur Cunha Lima, a adesão ao projeto vai permitir que se verifique e analise o desenvolvimento organizacional e estrutural de gestão do

Tribunal, liderança e agilidade na área de recursos humanos, metodologia e normas de auditoria, comunicação, bem como o gerenciamento dos diversos setores que compõem a Corte. “Tudo isso com o intuito de atender uma das principais demandas da sociedade, que é o aperfeiçoamento da qualidade e da agilidade dos procedimentos utilizados pelos órgãos fiscalizadores, valorizando assim o controle social e oferecendo serviços de excelência”, declarou. Arthur Cunha Lima destacou a importância do programa para dar conceito novo de como deve ser a visão dos tribunais de contas na apuração das grandes despesas, nos efeitos em favor da sociedade, no emprego de recursos públicos. “É um marco de desenvolvimento inicial de unificação da auditagem dos tribunais de contas do Brasil. Já tem equipe montada e já vamos começar”, ressaltou. Segundo ele, a adesão ao programa é uma excelente oportunidade para o TCE da Paraíba “caminhar de mãos dadas com as demais Cortes de Contas, aproveitar as experiências que obtiveram êxito e medir constantemente a qualidade de nossos serviços”. Sob a coordenação do presidente do TCE, compõem a comissão de implantação do MDC o diretor Executivo Geral, Nivaldo Cortes Bonifácio; os auditores de Contas Públicas, Francisco José Pordeus de Sousa, Stalin Melo Lins da Costa, Josedilton Alves Diniz, José Luciano Sousa de Andrade e Eduardo Ferreira Albuquerque.

Conceito e objetivos

O MMD – QATC define “práticas relevantes para os Tribunais de Contas do Brasil direcionando-os para uma atuação, cada vez mais harmônica e uniforme, para o aprimoramento da qualidade e agilidade das auditorias e julgamentos, além da valorização do controle social e oferta de serviços de excelência”. Todas essas práticas estão plenamente alinhadas “com os objetivos de um tribunal de contas que trabalha em defesa dos interesses da população”.

Compartilhe: