TCU vai usar GeoPB em favor da qualidade de água da transposição

Técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU) receberam, na manhã desta quarta-feira (16), treinamento para uso do Sistema de Georreferenciamento de Obras Públicas (GeoPB). Trata-se de ferramenta do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE) resultante de parceria com a Universidade Federal de Campina Grande e destinada à identificação – inclusive, por fotos de satélite – de obras realizadas, ou em realização, com recursos públicos.

“É algo importantíssimo para o nosso trabalho”, comentou o secretário do TCU na Paraíba Rainério Rodrigues, ao referir-se às ações de fiscalização a obras que integram o projeto de transposição de águas do Rio São Francisco para o Nordeste Setentrional. Com o uso do GeoPB, as atenções da equipe do TCU, na Paraíba, estarão especialmente voltadas para o esgotamento sanitário de municípios próximos de rios e das bacias hídricas a serem alimentadas pelos canais da transposição.

Para o presidente do TCE, conselheiro Fábio Nogueira, o emprego do GeoPB na identificação e acompanhamento, também, dessas obras significa a participação em um projeto nascido dos anseios de milhares de paraibanos por melhor qualidade de vida.
Mas não se limitaram a técnicos do TCU as orientações para utilização do GeoPB prestadas pelo auditor de contas públicas Rodrigo Galvão, na Sala 4 da Escola de Contas Conselheiro Otacílio Silveira (Ecosil), órgão do TCE. Também, ali, receberam o mesmo treinamento cerca de dez pessoas encaminhadas pelas Controladorias Gerais da União e do Estado que, a exemplo de outros organismos, compõem o Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco), hoje sob a coordenador do ouvidor do TCE, conselheiro André Carlo Torres Pontes.

Concebido há cerca de quatro anos e, desde então, sucessivamente aprimorado, o GeoPB possibilita, via internet, a identificação e localização de obras públicas com imagens e coordenadas geográficas. O sistema, que ainda pode armazenar informações sobre processos licitatórios, ordens de serviços e dinheiro empenhado em obras e bens, já favoreceu a instalação pelo TCE de um banco de dados de extrema valia para o setor público e o contribuinte paraibano.

Ascom/TCE-PB
Frutuoso Chaves
16.06.2014

_DSC9843
_DSC9846

Compartilhe: