Homenagem a Agripino leva grande público ao Hotel Tambaú

image
Representantes dos três Poderes, convidados especiais, parentes e amigos do homenageado, em meio a grande público, participaram, na noite de ontem (dia 13), no Auditório do Hotel Tambaú, da Sessão Solene que o Tribunal de Contas da Paraíba realizou em comemoração ao centenário de nascimento do ex-ministro e ex-governador João Agripino, por quem foi criado.

No período da manhã, houve a celebração de Missa pelo arcebispo Dom Aldo Pagotto, na Igreja de São Francisco e, neste sábado, às 16 horas, ocorrerá outro ato religioso na sede da Fazenda Cachoeira, em Brejo do Cruz, onde Agripino nasceu e onde repousam seus restos mortais.

Em Brasília, os 100 anos de nascimento do paraibano, cuja atuação política e administrativa alcançou dimensão nacional, serão lembrados, no próximo dia 24, em Sessão do Congresso proposta pelo deputado Rui Carneiro e pelo senador Cássio Cunha Lima responsável, este último, por um dos pronunciamentos feitos na Sessão Solene do TCE.

Tanto esta quanto as demais homenagens compuseram, na Paraíba, programação elaborada, em conjunto, por familiares de Agripino e emissários do Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Arquidiocese, Universidade Federal e Instituto Histórico e Geográfico Paraibano. O TCE esteve representado neste grupo pelo conselheiro Arnóbio Viana.

A SESSÃO – Depois de aberta pelo conselheiro Fábio Nogueira, que destacou o compromisso do homenageado com a honradez, a ética e a moralidade, atributos que o levaram à criação e instalação da Corte de Contas do Estado, a Sessão Solene prosseguiu, no Hotel Tambaú, com pronunciamentos do senador Cássio Cunha Lima, do conselheiro aposentado Juarez Farias (ex-secretário de Agripino), do deputado Gervásio Maia (pela Assembleia Legislativa), do senador pelo Rio Grande do Norte José Agripino Maia (sobrinho do ex-governador) e do ex-deputado João Agripino de Vasconcelos Filho (em nome da família).

O presidente do Instituto Histórico e Geográfico Joaquim Osterne Carneiro fez a entrega do título de Membro Honorário da instituição (in memoriam) para João Agripino.

Todos os pronunciamentos ressaltaram a retidão a austeridade, o destemor, as realizações, o apego ao trabalho e o senso de justiça demonstrados por João Agripino no desempenho de todos os cargos públicos que ocupou, dentro e fora da Paraíba. E foram muitos: prefeito, promotor de Justiça, senador, deputado federal por seguidas legislaturas, ministro das Minas e Energia no governo de Jânio Quadros e ministro do Tribunal de Contas da União, organismo que chegou a presidir.

Tomaram assento à Mesa o governador em exercício Rômulo Gouveia, o presidente da Assembleia Legislativa Ricardo Marcelo, o juiz Onaldo Queiroga (pelo Tribunal de Justiça), os senadores Cássio Cunha Lima, José Agripino e Vital do Rego, o desembargador Eduardo Sérgio de Almeida (pelo Tribunal Regional do Trabalho da 13ª Região), o promotor de Justiça Amadeus Lopes Ferreira (pelo Ministério Público), o arcebispo Dom Aldo Pagotto, a reitora da UFPB Margareth de Fátima Formiga, o secretário de Controle Externo Rainério Rodrigues Leite (pelo TCU), o presidente do Instituto Histórico Joaquim Osterne Carneiro, o conselheiro aposentado Juarez Farias, o ex-deputado João Agripino de Vasconcelos Filho e o secretário municipal Rômulo Polari (representando o prefeito Luciano Cartaxo).
image image image image image image image

Compartilhe: