TCE vai coordenar Focco-PB

O Tribunal de Contas da Paraíba coordenará o Fórum Paraibano de Combate à Corrupção. O conselheiro Fábio Nogueira, presidente da Corte, indicou para o cargo o nome do conselheiro André Carlo Torres Pontes. A indicação, submetida ao plenário na sessão ordinária desta quarta-feira (5), foi acatada por unanimidade.

O convite para que o TCE-PB passe a coordenar o Focco-PB foi, oficialmente, formulado pelo chefe da CGU na Paraíba e atual coordenador, Fábio Araújo, ao conselheiro Fábio Nogueira, em reunião na tarde de ontem. A ideia inicial era de que o próprio presidente do TCE assumisse a coordenação do Fórum.

O conselheiro Fábio Nogueira, embora se manifestando honrado, ponderou sobre as inúmeras atribuições que já acumula, tanto na presidência da Corte, quanto na direção da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil – Atricon.

 A indicação do conselheiro André Carlo, segundo ele, decorreu do entendimento de que se trata de um excelente quadro que, além do perfil técnico de ouvidor, é egresso do Ministério Público e, portanto, possui grande familiaridade com o interesse do Fórum.

O conselheiro Fábio Nogueira enalteceu o objetivo precípuo do Fórum, um conglomerado de instituições públicas e entidades civis, que busca a boa aplicação dos recursos públicos. “A deferência feita ao TCE, para coordenar o Focco, é uma honra para a Corte de Contas paraibana, sobretudo porque o Fórum atua de modo a fortalecer e estimular o controle social”, salientou.

O conselheiro Andre Carlo agradeceu a confiança em seu nome e, ressaltando a imensa responsabilidade do cargo, disse que a coordenação do Focco-PB será exercida de maneira institucional, com o intuito de sobrelevar o nome do TCE. Ele lembrou que, ao formular o convite, o atual coordenador Fábio Araújo, enalteceu as qualificações da Corte paraibana, “cuja respeitabilidade é irrefutável”.

Ascom – TCE-PB – Ridismar Moraes

5 de fevereiro de 2014

Compartilhe: