Seminário sobre novo modelo de contabilidade prossegue na Asplan

“Agente importante das mudanças que a sociedade deseja e espera” . – É como o presidente do Tribunal de Contas da Paraíba Fábio Nogueira referiu-se à figura e ao papel do contador, durante a abertura do 1º Seminário Contábil, Fiscal e de Sistema Aplicado ao Setor Público.

O evento promovido desde ontem, pelo Conselho Regional de Contabilidade, no Auditório da Associação dos Plantadores de Cana (Asplan), destina-se à apresentação do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi) a contadores oriundos de todo o Estado.

O conselheiro Fábio Nogueira disse, na ocasião, que o apoio à iniciativa decorre “do respeito e do reconhecimento da Corte de Contas ao trabalho dos contadores”. Em seguida, reafirmou o compromisso com a manutenção dos programas de treinamento habitualmente ministrados pelo TCE por entender que isso serve à boa apresentação das contas públicas e aos melhores interesses da sociedade.

O presidente do Conselho Regional de Contabilidade Gilsandro Costa de Macedo conclamou toda a classe à percepção das mudanças a partir das quais os contadores deixarão de ser “preenchedores de papel” para transformarem-se em operadores de contabilidade. “A nova metodologia muda tudo aquilo que estávamos fazendo”, observou.

O QUE É – O Siconfi, ferramenta em desenvolvimento pela STN para maior transparência das informações da execução orçamentária e financeira, vai reunir no mesmo ambiente as informações contábeis e fiscais de todos os entes federados em substituição ao atual Sistema de Coleta de Dados Contábeis dos Entes da Federação (SISTN). O projeto serve tanto ao cumprimento dos novos comandos legais quanto ao maior acompanhamento pela sociedade dos atos e gastos públicos.

O Seminário, que também tem o apoio da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), prossegue, na manhã desta sexta-feira (8), com exposição do auditor do TCE Ed Wilson sobre o impacto da nova contabilidade pública nas informações de gestores paraibanos ao Sistema de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade (Sagres). Antes dele, Antonio Firmino Neto, membro da equipe técnica que elabora o novo Manual de Contabilidade e coordenador do grupo STN/Esaf, falou sobre “O Plano de Transposição para Implantação dos novos procedimentos da Contabilidade Pública”.

A primeira palestra do Seminário – “O Siconfi sob a perspectivas do município” – foi feita ontem, às 14h30, pelo analista de Finanças e Controle e gerente do Núcleo de Consolidação e Transparência das Contas Públicas, Bruno de Sousa Simões. Ele também é responsável pelo Projeto Siconfi.

Encarregado da equipe técnica que elabora o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, o gerente de Normas e Procedimentos de Gestão Fiscal Thiago de Castro falou, em seguida, sobre “O mapeamento das informações que devem ser apresentadas nos Demonstrativos Contábeis e Fiscais pelos municípios ao Siconfi”.

Ascom/TCE-PB
08.11.2013

Compartilhe: