Presidente do TCE apresenta Matriz de Achados no ensino médio a gestores da educação estadual

 O presidente do Tribunal de Contas da Paraíba, conselheiro Fábio Nogueira, vai apresentar, aos gestores da Secretaria de Educação do Governo do Estado, a Matriz de Achados da Auditoria Operacional (AOP) realizada para avaliar a qualidade do ensino médio da rede pública estadual. À AOP, cujo relator é o conselheiro Arnóbio Alves Viana, coube traçar um diagnostico da situação, a partir da identificação das dificuldades enfrentadas, e de suas prováveis causas. O processo também aponta possibilidades de melhoria a partir de quatro eixos: gestão, professores, infraestrutura e financiamento. 

O trabalho será apresentado nesta quinta-feira (14), às 9 horas, na Sala de Eventos do TCE, à secretária de Estado da Educação, Márcia Lucena, e às gerencias executivas de ensino médio e aos 14 gerentes de regionais. Essa auditoria é resultado de uma parceria de cooperação técnica que envolve o Tribunal de Contas da União, a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), o Instituto Rui Barbosa (IRB), além de 27 outros TCs. 

A Matriz de Achados se baseia em constatações, da equipe de auditores do TCE, obtidas através de uma metodologia que inclui entrevistas e aplicação de questionários com os gerentes regionais, gestores escolares e presidentes de Conselho Escolar da rede estadual de ensino médio. O escopo dessa auditoria alcançou todas as escolas estaduais que oferecem ensino médio. Além dessas técnicas, a equipe de auditores do TCE visitou trinta escolas, que integram uma amostra que contemplou as 14 gerencias regionais de ensino. 

A equipe de auditores também avaliou a satisfação e o desempenho de alunos das escolas visitadas; realizou vistoria nas instalações das unidades de ensino amostrais, com base em um checklist padrão para todo o Brasil; aplicou questionários eletrônicos disponibilizados no site do TCE-PB a gestores escolares, professores e alunos; realizou entrevistas a gestores da SEE e das 14 Gerencias de Ensino, e fez coleta de documentos; além de efetuar pesquisas em sistemas de informação.

Conforme explicou o conselheiro Fábio Nogueira, a partir desse trabalho da auditoria operacional, a Matriz de Achados contém, além das constatações da equipe de auditores, recomendações e determinações para a obtenção dos benefícios esperados, ou seja, a melhoria da qualidade do ensino médio nas escolas da rede pública da Paraíba. 

 

Ascom – TCE-PB // Ridismar Moraes

13 de novembro de 2013.

 

Compartilhe: