Acessibilidade em obras públicas é verificada por auditorias

O presidente do Tribunal de Contas, conselheiro Fábio Nogueira, determinou à Diretoria de Auditoria e Fiscalização (Diafi) providências no sentido de que as condições de acessibilidade pública a prédios e obras, em fase de execução, por quaisquer dos organismos jurisdicionados, sejam averiguadas, também, durante as inspeções do Tribunal de Contas.

A questão, já discutida em audiência pública promovida pela Auditoria Operacional, que avalia a questão da mobilidade urbana em João Pessoa e na região metropolitana da Capital, foi mais uma vez provocada pela procuradora-geral Isabella Barbosa Marinho Falcão, na sessão plenária desta quinta-feira.

A procuradora-geral Isabella Barbosa Marinho Falcão observou que este é um projeto encampado, nacionalmente, pelo Ministério Público de Contas. “Gostaria de informar aos meus colegas de todo o País que a Paraíba abraça essa causa”, comentou a procuradora. “Vossa Excelência já pode fazê-lo”, respondeu o conselheiro Fábio Nogueira.

Compartilhe: