TCE-PB vai discutir mobilidade urbana na Capital e região metropolitana

O Tribunal de Contas da Paraíba realizará uma audiência pública, no dia 11 de abril, para a coleta, em caráter preliminar, de subsídios para a Auditoria Operacional, que avalia a questão da mobilidade urbana em João Pessoa e na região metropolitana da Capital. A AOP tem como relator o Conselheiro Arnóbio Alves Viana.

Conforme está previsto na Resolução Normativa RN-TC-02/2012 do TCE-PB, uma Auditoria Operacional (AOP) se incumbe de avaliar, quanto aos aspectos da economicidade, eficiência, eficácia, efetividade e equidade, os programas, projetos, atividades e ações governamentais, dos órgãos ou entidades que integram a administração pública estadual e municipal; além daqueles realizados pela iniciativa privada, através de contratos públicos.

O conselheiro Arnóbio Alves Viana ressaltou que a convocação da audiência pública segue um preceito do TCE-PB, através do qual invoca a participação do cidadão em assuntos do interesse e do cotidiano coletivo, como a questão da mobilidade urbana, que produz reflexos diretos na qualidade de vida de toda a população.

A audiência pública tem início previsto para as 13h30, no plenário Ministro João Agripino do Tribunal de Contas. Estão sendo convidados os órgãos envolvidos direta ou indiretamente com a questão da mobilidade urbana de João Pessoa e região metropolitana: DER; AETC-JP; FUNAD; SEMOB; e, ainda, representante do Grupo Massa Crítica Parahyba de Ciclistas.

A especificidade de algumas questões será tratada, por exemplo, com a Associação de Empresas de Transportes Coletivos (AETC-JP), que será incitada a opinar sobre a implantação dos BRT (sigla em Inglês para “Transporte Rápido por Ônibus”) em João Pessoa. À Fundação de Apoio ao Deficiente (FUNAD) a palavra será facultada para que se manifeste no tocante acessibilidade, entre outras questões relacionadas à mobilidade da pessoa com deficiência.

Compartilhe: