Procuradora tem na escolha de André Carlo para conselheiro um momento histórico

“Momento histórico, porque, a partir de agora, a composição do Tribunal de Contas da Paraíba inclui o Ministério Público e, assim, passa a atender ao que a esse respeito determina a Constituição”, observou a procuradora geral Isabella Barbosa Marinho Falcão ao felicitar o colega André Carlo Torres Pontes indicado pelo governador Ricardo Coutinho à vaga de conselheiro.

Segundo ela, constituído de modo mais pluralista, o Tribunal terá suas decisões cada vez mais próximas daquilo que dele espera a sociedade. A procuradora acredita que a escolha de André Carlo alarga a ponte entre o Ministério Público e o Conselho do TCE.

A indicação do novo conselheiro foi aplaudida, ainda, por todos os membros da Corte, quando da abertura da útima sessão plenária.. Eles, sem exceção, enalteceram o caráter, a dignidade e a capacitação técnica de André Carlo para o novo cargo, mas consideraram que o Tribunal não estaria menos servido se o governador houvesse indicado qualquer dos demais integrantes da lista tríplice submetida à sua apreciação para a substituição do conselheiro Flávio Sátiro, recentemente aposentado.

Compartilhe: