Tribunal aprova contas de Quintans e da Casa do Estudante

O Tribunal de Contas do Estado aprovou, nesta quarta-feira (13), conforme voto do relator Arthur Cunha Lima, as contas de 2005 da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, exercício de 2005, assinadas pelo ex-gestor Francisco de Assis Quintans. Também foram aprovadas as contas de 2009 da Fundação Casa do Estudante relatadas pelo mesmo conselheiro.

Em fase de recurso, o TCE manteve a reprovação às contas de 2007 do ex-secretário de Juventude, Esporte e Lazer Fabiano Lucena por falhas que incluíram a não comprovação da distribuição de material esportivo adquirido com recursos públicos. O processo, sob relatoria do auditor Marcos Costa, teve o primeiro julgamento em julho de 2009.

Também em fase recursal o TCE manteve a reprovação das contas de 2007 dos ex-prefeitos de Serra Branca (Luiz José Mamede de Lima) e de Santana de Mangueira (Francisco Umberto Pereira), processos sob relatorias dos auditores Renato Sérgio, no primeiro caso, e Oscar Mamede Santiago Melo (no segundo).

Despesas sem comprovação ajudaram a reprovar as contas de 2008 do ex-prefeito de Araruna (Availdo Luís de Alcântara Azevedo) e do prefeito de Mulungu (José Leonel de Moura). O ex-prefeito de Solânea (Sebastião Alberto Cruz) teve aprovadas as contas de 2007, como propôs o relator Antonio Cláudio Silva Santos.

Foram ainda aprovadas as contas de 2008 do ex-prefeito de Pilões (Iremar Flor de Souza, em fase de recurso) e das Câmaras Municipais de Tenório, Boa Vista, Serra Grande, Tavares e Bom Sucesso (2007), as duas últimas na análise de recursos. A pedido dos relatores, houve o adiamento dos exames das contas das Prefeituras de Gurjão e Caiçara (2007) e Santarém (2008). O Ministério Público com atuação junto ao TCE esteve representado pela procuradora Isabella Barbosa Mrinho Falcão.

Compartilhe: