Lei Ficha Limpa legitima exigência de cidadãos

“…Em outras palavras, quando o legislador estabelece como condição para o exercício do mandato eletivo a ausência de condenação judicial, isto não pode ser encarado como uma negação ao princípio da presunção da inocência do candidato, mas sim uma exigência para que aquele mandato que lhe foi outorgado pelos eleitores seja exercido por cidadãos, ou cidadãs, que nada devam à Justiça. Políticos de caras limpas, se assim preferirem…”
Publicado pelo Conjur – Consultor Jurídico (www.conjur.com.br)
Autor: Ophir Cavalcanti Júnior

Compartilhe: