TCE entrega prêmio Tarcísio de Miranda Burity

O TCE entregou, na terça-feira (13/07), premiação aos vencedores do concurso Tarcísio de Miranda Burity, que selecionou trabalhos publicados sobre a administração pública e o controle dos atos do Poder Público. Karoline da Silva Costa (bacharela em Direito pela UFPB) ficou em primeiro lugar e recebeu das mãos do presidente Nominando Diniz um certificado e o cheque de R$ 10 mil.

Coube ao conselheiro Fernando Catão, vice-presidente do TCE, entregar a premiação (R$ 5 mil) ao segundo colocado, o estudante de Direito da UFPB José Guilherme Farias Florentino. E o terceiro lugar recebeu o prêmio (R$ 3 mil) das mãos do procurador Marcílio Franca.

         Da solenidade conjunta, participaram ainda o conselheiro Flávio Sátiro Fernandes, o conselheiro Substituto Marcos Antonio da Costa, a Pro Reitora de Pós Graduação do UNIPÊ, Vera Medeiros, o coordenador do Curso de Gestão Previdenciária, José Antonio Cavalcanti, além de Marcelo Lopes Burity, representando a família do ex-governador homenageado.

 

Convênio com UNIPÊ

 

Na mesma solenidade, Tribunal de Contas do Estado e UNIPÊ assinaram convênio de parceria para permitir que servidores do órgão de fiscalização possam se matricular em curso de Gestão Previdenciária a ser ministrado por professores daquela instituição de ensino. O convênio foi assinado pelo conselheiro Nominando Diniz, presidente do TCE, e o reitor do Unipê, José Loureiro Lopes.

         As inscrições para o curso de Gesta Previdenciária devem começar na próxima semana, segundo informou o coordenador da Escola de Contas Otacílio da Silva Silveira (Ecosil), Sebastião Taveira Neto. Se o número de inscritos for superior ao de vagas haverá uma seleção. As aulas estão previstas para iniciar na mesma data do segundo semestre letivo do Unipê.

         O presidente do TCE disse que o convênio é apenas um de muitos outros que espera celebrar com o UNIPÊ “pela seriedade e qualidade de seus professores”. Diniz afirmou ainda que a iniciativa mostra que o TCE está no caminho certo quando busca a cooperação das universidades para capacitar seus servidores. “Já celebramos também convênio com a Universidade Federal da Paraíba”, lembrou.

          O reitor José Loureiro disse que se sentia “muito à vontade” no TCE por ter sido o primeiro secretário geral do órgão, em 1971, ano de sua fundação, e elogiou a postura da Presidência em buscar parceria com instituições de ensino superior. “Dentro de sua missão constitucional de fiscalizar e julgar as contas públicas, o TCE está certo em procurar instituições de ensino superior para aprimorar o seu produto mais precioso que é o seu pessoal. Tenho respeito e consideração ao TCE desde de sua origem e faremos de tudo para honrar a confiança que está sendo depositada em nós”, sustentou Loureiro.

Compartilhe: