Meio ambiente: Krause diz que sem novos hábitos não há esperança

O ex-ministro do Meio Ambiente Gustavo Krause recomendou o ingresso da questão ambiental na vida cotidiana como providência necessária à contenção do processo de degradação do planeta.

“Ou as pessoas mudam seus hábitos, ou não haverá grandes esperanças para o futuro”, comentou ele, em entrevista, antes de participar, na manhã desta sexta-feira (18), de um ciclo de debates promovido pelo Tribunal Contas da Paraíba.

A seu ver, a situação, de tão grave, já requer não apenas o tratamento competente para os rejeitos industriais e humanos, mas, até mesmo, nova mentalidade no setor da construção civil. “É preciso promover a captação da energia solar e trazer de volta as antigas cisternas”, propôs. E recorreu a um exemplo clássico de desperdício: “Porque as pessoas continuam a lavar seus carros com água tratada?”.

Depois de recomendar “a aproximação dos processos produtivos dos processos naturais” e, ainda, “a reconciliação definitiva do ser humano com a Natureza”, Gustavo Krause revelou-se animado com o fato de que os órgãos de controle externo do País também já se preocupam com o assunto.

“Os Tribunais de Contas percebem, felizmente, que o controle da gestão pública não deve limitar-se à contabilidade. É preciso que haja igualmente, bons padrões de produtividade e qualidade”, opinou.
Ele se diz afastado das duas mais recorrentes visões do problema: a apocalíptica, segundo a qual a marcha para a degradação do planeta é irreversível, e a otimista, esta última mantida pelos que acham que o progresso tecnológico resolverá, por si só, a situação. “Penso que encontraremos o caminho do equilíbrio com a mudança de rumos”, disse.

A palestra do ex-ministro Gustavo Krause foi a terceira do Ciclo de Debates que o TCE promove, desde o último dia 4, em busca de subsídios para o plano de ações estratégicas que implantará no período de 2010 a 2014. Sua participação deu-se a convite do conselheiro Fernando Catão, coordenador da equipe que hoje trata do Planejamento Estratégico do TCE.

Segunda-feira (21), às 16 horas, o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça José Delgado estará em João Pessoa para falar à mesma plateia de conselheiros, procuradores, auditores e quadros administrativos da Corte sobre as alterações na legislação que rege os organismos de controle externo no País.

Compartilhe: