Contas de 2004 da Saúde tem duas decisões do TCE

O Tribunal de Contas do Estado desaprovou, por 3 votos a 2, as contas do ex-secretário da Saúde José Joácio de Araújo Morais, referentes ao período de 1º de janeiro a 24 de dezembro de 2004, e aprovou as do ex-secretário adjunto Paulo Roberto Galdino Cavalcanti, que respondeu pela Pasta durante o restante do exercício.

Também ficou decidido, com voto de desempate do presidente Nominando Diniz, o retorno do processo à Auditoria do TCE para exame detalhado do movimento de entrada e saída de medicamentos do Almoxarifado Geral da Secretaria, a partir de 2004. Falhas observadas nesses registros é o que motivou a desaprovação das referidas contas.

Na sessão plenária desta quarta-feira (16), o Tribunal também desaprovou, por maioria de votos, as contas de 2007 da Câmara de Vereadores de Pombal, com imputação do débito de R$ 8,3 mil ao ex-presidente João de Sousa Leite Filho, por gastos excessivos com combustível. Cabem recursos de ambas as decisões.

Os ex-gestores Joás de Brito Pereira Filho, Luciano José Nóbrega Pires e Mônica Nóbrega Figueiredo, que se sucederam no comando da Procuradoria Geral do Estado, tiveram a aprovação das contas de 2006. As contas de 2007 deste mesmo órgão, desta vez assinadas pelos procuradores Joás Filho e Harrison Targino, obtiveram, igualmente, a aprovação do TCE.

A pedido dos respectivos relatores, foram adiados os exames das contas de 2008 do ex-prefeito de Itaporanga (Antonio Porcino Sobrinho), da Câmara Municipal de Araçagi e da Companhia Paraibana de Gás, atinentes a 2007.

Compartilhe: