TCE aprova voto de aplauso ao jornalista Nelson Coelho

O Tribunal de Contas da Paraíba aprovou, na sessão plenária desta quarta-feira (26), voto de aplauso ao superintendente de A UNIÃO, jornalista Nelson Coelho.

Autor da proposta, o presidente da Corte, conselheiro Nominando Diniz, viu na recente concessão da Medalha João Ribeiro ao superintendente do Jornal, um prêmio ao talento paraibano e, por extensão, à Paraíba inteira.

Foi este o seu voto:

Senhores Conselheiros.

O jornalista e escritor Nelson Coelho, superintendente de A União, vem de receber a Medalha João Ribeiro, uma das mais elevadas honrarias da Academia Brasileira de Letras. Passa a figurar, desse modo, ao lado de grandes nomes da cultura e da literatura nacionais, a exemplo do editor José Olympio e do romancista Graciliano Ramos, aos quais a ABL dispensou a mesma e rara comenda.

Ressalte-se que também engrandecem a outorga da Medalha João Ribeiro ao paraibano Nelson Coelho aqueles que a propuseram. No caso, o grupo composto pelos acadêmicos Arnaldo Niskier, Carlos Heitor Cony e Murilo Melo Filho, nomes de proa do jornalismo e da literatura brasileiras.

Evidentemente, não foi uma ação entre amigos. Nelson fez por merecer tamanha deferência. Não fosse assim, a Academia, consciente do próprio símbolo e responsabilidades, não teria conferido sua aprovação unânime a tão expressiva e honrosa homenagem. Assim o fez com justiça ampla e com todos os merecimentos.

E, de repente, é uma Paraíba inteira que se sente homenageada. Afinal, o que os imortais da ABL fizeram foi reconhecer, com honras e méritos, o bom nível de algumas de nossas mais festejadas produções culturais.

Refiro-me à revitalização do “Correio das Artes”, invejável suplemento literário do Jornal A UNIÃO, veículo de quem não se pode negar a condição de laboratório da imprensa paraibana e de agente formador dos melhores profissionais desse ramo. Não há um só jornalista de grande expressão na Paraíba que não tenha saído das tintas e do prelo deste que é um dos mais antigos jornais do País.

Publicações igualmente importantes como os cadernos “A Paraíba nos 500 Anos do Brasil”, “Memória Política” e “Nomes do Século” contribuíram, ainda, sem dúvida alguma, para a homenagem da Academia Brasileira de Letras aqui referida.

Por esta razão, Senhores Conselheiros, proponho este Voto de Aplauso ao jornalista Nelson Coelho, entendendo que estamos, também assim, honrando nossas melhores tradições, Muito obrigado.

Compartilhe: