Reprovadas as contas de 2006 da Câmara de Santa Rita

O Tribunal de Contas do Estado desaprovou as contas de 2006 da Câmara Municipal de Santa Rita por despesas com pessoal não empenhadas nem pagas ao final do exercício.

Para cobertura de uma folha de R$ 124.740,00 a Câmara dispunha de apenas R$ 126,00. Configurada como “resto a pagar”, a diferença também rendeu multa de R$ 2.805,10 ao vereador Walter Filgueiras de Sena, então presidente da Casa, conforme voto do relator Antonio Gomes Vieira Filho, aprovado por unanimidade. Ainda cabe recurso dessa decisão.

Por falta de quorum, foi adiado o julgamento do processo referente às contas de 2005 do ex-prefeito de Sousa Salomão Gadelha. Dois conselheiros estão em gozo de férias e um outro viaja a serviço do Tribunal. Além disso, o conselheiro José Mariz abstem-se de votar em processos oriundos de Sousa, município onde possui raízes familiares.

Também foi adiado, por falta de quorum, o exame das contas de 2007, do ex-prefeito de Parari José Tadeu Aires Caluete, processo sob relatoria do conselheiro Mariz. O ex-prefeito de Cacimba de Dentro Clidenor José da Silva teve as contas de 2006 aprovadas pelo TCE, na sessão desta quarta-feira, conforme voto deste mesmo relator.

Compartilhe: