TC desaprova contas de Nazarezinho

O Tribunal de Contas do Estado emitiu parecer contrário à aprovação das contas de 2006 do prefeito de Nazarezinho Francisco Gilson Mendes Luiz, a quem imputou o débito de R$ 69.845,00 por gastos não comprovados com assessoria técnica (cerca de R$ 10 mil) e com uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). O relator do processo, auditor Umberto Porto, teve o voto acompanhado por unanimidade.
Também foram desaprovadas as contas de 2006 da Câmara Municipal de Bananeiras com imputação de R$ 2.382,00 ao vereador Edgard Santa Cruz Neto, presidente da Casa, por excesso de remuneração. Ele ainda respondeu pelo não recolhimento de contribuições previdenciárias.
Tiveram as contas de 2006 aprovadas na sessão plenária do TCE, realizada nesta quarta-feira (15), o secretário de Administração Previdenciária Pedro Adelson, os prefeitos de Igaracy (Jucelino Farias), Bonito de santa Fé (Jozimar Alves Rocha), Pedra Branca (Antonio Bastos Sobrinho), Areia (Elson da Cunha Lima Filho) e Sumé (Niedja Siqueira e seu substituto Genival Paulino de Sousa).
O Tribunal ainda julgou regulares as contas de idêntico exercício apresentadas pelas Câmaras Municipais de Baraúna e Cubati, com ressalvas, conforme proposta do relator Renato Sérgio Santiago Melo.

Compartilhe: