Procurador Eleitoral defende aproximação com TC

O procurador regional eleitoral José Guilherme Ferraz defendeu, nesta terça-feira (17), maior aproximação entre a Justiça Eleitoral e os Tribunais de Contas para o real impedimento do registro de candidatos desonestos a cargos eletivos.

Convidado para falar sobre a importância das Cortes de Contas no processo eleitoral brasileiro, ele foi ouvido, na Sala de Sessões do TCE, por conselheiros, auditores, procuradores e servidores da Casa.

Na ocasião, sugeriu o acompanhamento e a colaboração de técnicos do Tribunal de Contas do Estado nos processos a cargo do Ministério Público Eleitoral. “Isso daria maior segurança ao Poder Judiciário, quando de suas decisões”, considerou.

O presidente do TCE, conselheiro Arnóbio Viana, também destacou a importância dessa aproximação e fez ver que, na Paraíba, isso já se reflete na freqüência de contatos entre a Corte por ele dirigida e a Procuradoria Regional Eleitoral. “Temos encontros repetidos com os órgãos de combate aos descaminhos políticos e administrativos e estamos dispostos ao estreitamento, cada vez maior, dessa relação”, disse.

à palestra do procurador José Guilherme Ferraz seguiram-se interveniências do secretário geral da Procuradoria Paulo José Martins, do conselheiro Marcos Ubiratan e das procuradoras do TC Sheyla Barreto Braga e Isabella Marinho Falcão.

Compartilhe: