Ex-gestor livra-se do débito de R$ 1 milhão

O ex-presidente do Fundo Municipal de Saúde de Campina Grande André Luís Bonifácio de Carvalho livrou-se, em grau de recurso, do débito superior a R$ 1 milhão que lhe fora imputado, em abril do ano passado, quando do julgamento inicial das contas de 2004 por ele apresentadas ao Tribunal de Contas da Paraíba.

Acompanhando o relator Nominando Diniz, a Corte entendeu que, desta vez, André Luís (que também foi secretário municipal na administração da prefeita Cozete Barbosa) apresentou documentação comprobatória da correta movimentação de valores transferidos pela Prefeitura de Campina Grande para o Fundo de Saúde do Município. A decisão do TCE, livrando-o da imputação inicial do débito, deu-se por unanimidade de votos.

O Tribunal também aprovou, nesta quarta-feira (17), as contas de 2005 do secretário chefe da Casa Militar do Governo, coronel Hilton Almeida Guimarães, com ressalvas ao número de servidores comissionados.

Foram aprovadas, ainda, as contas de 2005 do ex-secretário de Segurança e Defesa Social Harrisson Targino, processo remanescente da sessão da semana passada.

A pedido dos relatores, foi adiado o julgamento dos processos referentes às contas de 2005 da Secretaria de Saúde do Estado, dos prefeitos de Patos (Nabor Wanderley) de Guarabira (Fátima Paulino) e, por fim, do município de Lucena (Antonio Mendonça Júnior, relativas a 2006).

Compartilhe: