VOCE já atua na área de Campina Grande

Integrantes do Programa Voluntários do Controle Externo (VOCE), iniciativa do Tribunal de Contas da Paraíba em favor das ações de saúde pública, começaram a colher informações acerca do funcionamento das Unidades de Saúde da Família localizadas em Campina Grande, Massaranduba, Fagundes, Puxinanã, Queimadas e Lagoa Seca.

Os trabalhos a que se dedicam pessoas da chamada Terceira Idade ocorrem depois da conclusão do treinamento a que foram submetidas desde o lançamento do VOCE na região, evento ocorrido em fins de novembro passado.

Idealizado pelo presidente da Corte, conselheiro Arnóbio Viana, o VOCE teve o lançamento inicial, em junho de 2007, no município de Cabedelo. Em julho, chegou a Patos e, em setembro do mesmo ano, a João Pessoa.

Devidamente treinados por técnicos do TCE, os participantes (sexagenários em sua maioria) estão prontos para acompanhar o SUS, o funcionamento de postos médicos, as ações dos agentes comunitários, as campanhas de vacinação e o Programa de Saúde da Família.

Em todos os casos, as falhas apontadas por esses voluntários são respondidas com a pronta averiguação de auditores do Tribunal de Contas. “O que nós estamos firmando é uma grande parceria para o controle social”, lembrava, na ocasião, o conselheiro Arnóbio Viana.

O envolvimento de pessoas idosas, a seu ver, também detém outro mérito: “Serve a um projeto de evolução cidadã, à inserção social das pessoas mais velhas e à utilização de suas experiências em favor do bem comum”, explicava ele.

Na área polarizada por Campina Grande, a escolha dos voluntários também teve a colaboração do SESC. Na visão do procurador André Carlo Torres, representante do Ministério Público junto ao Tribunal, “o VOCE é um programa único e modelar no País”.

“Decidimos pelo treinamento simultâneo de voluntários de Campina Grande e vizinhanças para agilizar a implantação desse Programa numa das regiões mais populosas e mais importantes da Paraíba”, comentou a chefe da Assessoria Técnica do Tribunal, Marilza Ferreira, coordenadora do programa.

Compartilhe: