TCE abre a 4ª Semana de Arte e Cultura

A 4ª Semana de Arte e Cultura (SEMAC) do Tribunal de Contas do Estado foi aberta nesta terça-feira, às 16h30m, no plenário João Agripino Filho. A abertura oficial foi feita pelo presidente do TCE, Arnóbio Viana, na presença de conselheiros, servidores e convidados. A grande atração foi o cantor,compositor e escritor paraibano Bráulio Tavares que fez uma apresentação para os presentes.

Durante o discurso de abertura, Viana disse que a realização de eventos como a 4ª SEMAC é uma forma que o TCE encontra para estimular o acesso à cultura e às manifestações artísticas, com base no artigo 215 da Constituição Federal que garante ao cidadão esse direito. Após a abertura, o presidente do TCE surpreendeu a todos declamando versos de Augusto dos Anjos e Castro Alves.

Depois disso, foi a vez da comissão organizadora anunciar os ganhadores do Concurso Literário do TCE nas categorias Conto, Poesia e Crônica. Artes plásticas, artesanatos e fotografias também fazem parte da 4ª SEMAC e estão expostos pelos corredores do TCE. O evento prossegue hoje com uma palestra sobre o tema “Cinema na Paraíba” e exibição de documentários no auditório ministro João Agripino, além das exposições que serão mantidas durante os três dias do evento. Os cineastas Marcus Vilar e Durval Leal são os convidados especiais e a coordenação dos debates caberá ao conselheiro Marcus Ubiratan, especialista em cinema paraibano.

O encerramento do evento será na quinta-feira com a apresentação do Coral do Tribunal de Contas e do “TCE BAND MUSIC”, grupo também formado por funcionários do órgão. No mesmo dia haverá ainda o Festival Canta TCE 2007, para estimular os calouros da arte musical.

Bráulio Tavares afirma que cultura paraibana é forte no Sul do País e elogia iniciativa do TCE O cantor, compositor e escritor Bráulio Tavares avalia como “muito forte” a cultura paraibana nos grandes centros do Sul do País, a exemplo do Rio de Janeiro, onde reside há vários anos, e até no Exterior. Ele elogiou a iniciativa do Tribunal de Contas do Estado de promover a Semana de Arte e Cultura, que começa nesta terça-feira (16/10/2007), onde fará um show musical e apresentará um livro sobre a trajetória de Ariano Suassuna.

“Mesmo dentro desse processo de globalização musical, a Paraíba continua ocupando uma posição muito positiva. Temos aí bandas como a Cabruera que nunca gravaram disco por grandes gravadoras do Rio de Janeiro e todo ano está excursionando pela Europa, pelos Estados Unidos e Canadá. A música nordestina, de modo geral, é muito bem aceita” garantiu Tavares.

Essa aceitação não se resume a grandes nomes da música popular como Zé Ramalho, Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Elba Ramalho e tantos outros. De acordo com Bráulio Tavares, a safra mais nova de artistas é que vem ganhando espaço nos mercados nacional e internacional.

“Esse pessoal viaja pelo mundo inteiro é muito bem recebido. A expressão da música nordestina, da música paraibana, cresce com essa juventude que já é da geração eletrônica. Eles juntam tudo naquele caldeirão cultural com Elvis Presley, Jackson do Pandeiro, rock, música eletrônica, Zabé da Loka e outros”, destacou o artista.

De acordo com Tavares, eventos como a Semana de Arte e Cultura do TCE são importantes no sentido de incentivar a produção cultural e divulgar os trabalhos dos novos artistas paraibanos.

Compartilhe: